Déficit da Previdência Social mais do que dobra em um mês

Em novembro deste ano, saldo negativo atingiu R$ 4,224 bilhões, o que representa alta de 120% em relação a outubro

SÃO PAULO – O Regime Geral de Previdência Social (RGPS) registrou um déficit de R$ 4,224 bilhões em novembro de 2008, mais do que o dobro (120,4%) do montante verificado no mês anterior, de R$ 1,916 bilhão.

O aumento do déficit foi causado, principalmente, pelo pagamento do décimo terceiro salário a aposentados e pensionistas do INSS.

Por outro lado, os dados divulgados nesta terça-feira (16) pelo Ministério da Previdência Social mostram que, em relação ao décimo primeiro mês de 2007, houve uma alta de 53,9% no saldo negativo. Todos os valores consideram o INPC (Índice Nacional de Preços ao Consumidor), calculado pelo IBGE

Arrecadação e Despesas

PUBLICIDADE

O valor líquido arrecadado em novembro atingiu R$ 13,559 bilhões, crescendo apenas 0,2% na comparação com os R$ 13,526 bilhões de outubro. Já as despesas com benefícios previdenciários alcançaram R$ 17,783 bilhões, correspondendo a um avanço de 15,2% também em relação ao décimo mês deste ano.

No confronto com novembro do ano passado, quando a arrecadação atingiu R$ 12,610 bilhões,o crescimento foi maior, de 7,5%. Em contrapartida, as despesas, que foram de R$ 15,355 bilhões em novembro de 2007, subiram 15,8%.

Acumulado do ano

No acumulado do ano até novembro, a arrecadação somou R$ 143,656 bilhões, com avanço de 9,2% na comparação com os 11 primeiros meses do ano passado. No mesmo período, as despesas com benefícios totalizaram R$ 182,468 bilhões, o que representa 3,5% de crescimento sobre os R$ 201,425 bilhões de 2007.

Assim, o total de recursos que faltaram para equilibrar as receitas e despesas da Previdência Social foi de R$ 38,812 bilhões, 13,2% a menos do que o apurado em período equivalente do ano passado.

Em média, o valor dos benefícios atingiu R$ 668,74 de janeiro a novembro de 2008, o que representou um aumento de 15,9% no confronto com o mesmo período de 2001.