RADAR INFOMONEY Programa desta quarta fala sobre a fusão entre Localiza e Unidas e a disparada das ações do IRB - será que o jogo virou para a empresa na Bolsa?

Programa desta quarta fala sobre a fusão entre Localiza e Unidas e a disparada das ações do IRB - será que o jogo virou para a empresa na Bolsa?

Deficit da Previdência Social atinge R$ 2,778 bilhões em junho

Na área rural, o deficit foi de R$ 3,477 bilhões, enquanto na área urbana houve um superavit de R$ 694,4 milhões

SÃO PAULO – A Previdência Social registrou deficit de R$ 2,778 bilhões em junho deste ano, puxado pelas contas no setor rural, que fecharam em R$ 3,472 bilhões negativos. O setor urbano, por sua vez, teve um resultado positivo de R$ 694,4 milhões (sem considerar despesas com pagamento de sentenças judiciais e comprovação judiciária – Comprev).

Na área urbana, a arrecadação atingiu R$ 16,195 bilhões no sexto mês do ano, ao apresentar crescimento de 0,4% frente a maio e de 13,3% frente a junho de 2009.

Os benefícios pagos na área urbana, por sua vez, atingiram R$ 15,130 bilhões, valor 1,08% maior ao de maio e 6,1% maior que o do mesmo mês do ano passado.

PUBLICIDADE

Entre janeiro e junho, o deficit da Previdência ficou 1,2% maior que o registrado no mesmo período do ano passado. E totalizou R$ 22,832 bilhões contra R$ 22,572 bilhões registrados em 2009.

Área rural
A arrecadação na área rural caiu 9,7% na comparação com maio, atingindo R$ 384,9 milhões. Frente a junho do ano passado, houve queda de 12,9%.

O pagamento de benefícios na área rural apresentou aumento de 1,1% frente ao quinto mês do ano e ficou em R$ 3,791 bilhões. Em junho do ano passado, o valor havia sido de R$ 3,750 bilhões, o que remete a uma alta de 6,1%.

A necessidade de financiamento na área rural ficou 2,5% maior que a registrada em maio deste ano, de acordo com os dados do RGPS (Regime Geral da Previdência Social), totalizando R$ 3,4 bilhões.

Resultados por semestre
Na área urbana, a arrecadação ficou em R$ 93,192 bilhões no primeiro semestre deste ano – um aumento de 10,4% frente a 2009 (R$ 84,428 bilhões). Na área rural, a arrecadação ficou em R$ 2,284 bilhões.

Considerando o pagamento dos benefícios, na área rural foram pagos no período cerca de R$ 89,995 bilhões e, na rural, R$ 22,549 bilhões. 

No semestre, a necessidade de financiamento na área rural cresceu 9,5%, passando de R$ 19,437 bilhões para R$ 21,293 bilhões em 2010.