Currículo recheado não garante sobrevivência no mundo corporativo

É preciso ter visão e saber adaptar o que foi aprendido à realidade da empresa em que atua

Aprenda a investir na bolsa

SÃO PAULO – Não é apenas no modo de se vestir e de falar que as pessoas devem ter atitude. Quando o assunto é o mercado de trabalho, o fator é determinante para o sucesso. Pois é, um currículo recheado não basta para conseguir uma boa vaga! “São esses profissionais que saem na frente na hora da entrevista, mas eles só adicionam se tiverem atitude e transformarem todo o seu conhecimento em ações efetivas”, disse o especialista em marketing e vendas, Cláudio Tomanini.

O aperfeiçoamento é importante para a carreira, para evitar a estagnação profissional. Somente participar de inúmeros cursos e palestras, por sua vez, não adianta para alavancar a carreira. “A cada dia que passa vemos a importância que se dá ao desenvolvimento continuado, por isso, acredito que os profissionais do ‘isso eu já vi’ contaminam cada vez mais o espaço corporativo com posturas arrogantes e nem sempre positivas”, afirmou.

O profissional do ‘isso eu já vi’ é a denominação que Tomanini dá para aqueles que sempre sabem quais os conceitos que estão sendo passados.

Visão do mercado

Aprenda a investir na bolsa

Somada ao conhecimento acadêmico e curricular, a visão é uma característica que forma um profissional apto e diferenciado. “Só aplica na prática o que aprendeu na teoria, de maneira eficaz, aquele que tem visão, fazendo acontecer conforme os objetivos definidos pela empresa. É preciso adaptar todos os cases estudados em sala de aula ao seu caso específico”, disse.

Realmente, não existe nenhuma fórmula mágica que possa ser usada por todos para chegarem ao sucesso profissional. Muitos estudiosos, porém, já realizaram constatações sobre o tema. Herb Greenberg e Patrick Sweeney, autores do livro “O sucesso tem fórmula?”, por exemplo, listaram os atributos daqueles que alcançaram o “topo”.

Dentre eles, estão otimismo, paixão pelo que faz, integridade, resiliência, empatia, competitividade, segurança, paciência e integridade. Veja os demais abaixo:

  • Perseverança: não desistir no primeiro “não” ou se disserem que não possui capacidade;
  • Foco no objetivo: a carreira deve ser um projeto importantíssimo na vida;
  • Autoconhecimento: saber pontos fortes e fracos, para poder se controlar em determinadas situações;
  • Enfrentar riscos: vencedores têm disposição para assumi-los;
  • Agir sob pressão: apresentam bom desempenho em qualquer ambiente;

Organize o currículo

Mesmo com tanta experiência, se o currículo não estiver bem organizado ou possuir algum erro de português, pode ter certeza de que a quantidade de cursos realizados não adiantará nada: você pode ser desclassificado sem ao menos participar de alguma entrevista. Por isso, todo o cuidado é pouco!