Cuidado: uso intenso de e-mail leva à queda no QI

Pessoas viciadas em e-mail perdem cerca de dez pontos no QI, valor 2,5 vezes maior à perda de pontos que sofrem usuários de drogas, mostra pesquisa

Aprenda a investir na bolsa

SÃO PAULO – Um estudo da TNS Research, empresa inglesa especializada em pesquisa de mercado, comprovou que interrupções constantes para leitura de e-mails e SMS ou ainda para atividades realizadas através de Smartphones ameaçam o QI (Quociente de Inteligência) e a concentração das pessoas.

Isso pode soar estranho, mas o fato é que a pesquisa constatou que pessoas viciadas em e-mail perdem, em média, dez pontos no seu QI. Este valor é substancial. Para se ter uma idéia, é 2,5 vezes superior à perda de pontos que sofrem usuários de drogas.

O levantamento foi realizado com mil pessoas. Ele mostrou índices de sonolência, cansaço e redução da capacidade de focar em uma só atividade em níveis alarmantes. De maneira geral, os participantes reclamaram que a chegada constante de novas mensagens acaba afetando diretamente a produtividade no trabalho.

Perda de tempo com e-mails

Aprenda a investir na bolsa

De acordo com um estudo realizado pela Tríade do Tempo, especializada em gestão do tempo pessoal e empresarial, os brasileiros gastam, aproximadamente, três horas por dia para ler, organizar, classificar e responder e-mails. As pessoas se habituaram a utilizar as mensagens eletrônicas para tudo, comprometendo, inclusive, a comunicação no ambiente de trabalho e na vida pessoal.

Você já se deparou com uma situação em que um colega de trabalho envia uma mensagem a alguém que senta exatamente ao seu lado? Outro hábito bastante comum em ambientes corporativos: os profissionais geralmente pedem para que enviem avisos por e-mail, por estarem muito ocupados para conversar naquele momento.

Dicas de como usar o e-mail

O especialista em gerenciamento de tempo e produtividade pessoal e empresarial, Christian Barbosa, que também é autor do livro “A tríade do tempo – A evolução da produtividade pessoal”, elaborou uma série de dicas para que os profissionais não percam seu tempo com o e-mail:

  • Estipule horários para a verificação dos e-mails: checar suas mensagens seis vezes ao dia é o suficiente. Passar disso pode ser sinal do que chamamos de “Síndrome da Multi-Tarefa”, isto é, uma vontade de realizar muitas atividades de uma só vez, perdendo o foco no que é realmente importante;
  • Use os e-mails corretamente: eles não devem ser usados para delegar atividades complexas nem para tratar de assuntos confidenciais ou muito extensos. Cada equipe tem suas necessidades com relação ao uso deles, por isso, estipule as situações em que essas mensagens devem ser enviadas;
  • Se for urgente, não mande e-mails: é necessário que as pessoas adotem essa política de resolver as urgências pessoalmente ou por telefone. Isso porque, além de facilitar a organização da caixa de entrada do destinatário, o problema será resolvido mais rapidamente;
  • A capacidade de lidar com as interrupções é um exercício diário de assertividade e objetividade. Em outras palavras, é uma questão de sabedoria na gestão do tempo. Procure planejar bem suas atividades e evite mensagens desnecessárias que, muitas vezes, atrapalham sua vida e daqueles com quem você compartilha este vício.

PUBLICIDADE