Cuidado com o palestrante despreparado: especialistas alertam para banalização

É muito comum as pessoas saírem de uma palestra sem saber ao certo o que aprenderam e o que ouviram de novidade

Aprenda a investir na bolsa

SÃO PAULO – “Não dá para calcular uma média dos preços de palestras. Algumas custam R$ 1 mil, enquanto outras R$ 10 mil, R$ 15 mil ou R$ 50 mil. Apesar do alto custo, é muito comum as pessoas saírem de uma palestra sem saber ao certo o que aprenderam, o que ouviram de novidade ou como aquela palestra irá mudar sua carreira“, afirma o vice-presidente do Grupo Foco, Adriano Araújo.

Ele explica que há 15 anos as palestras estão sendo bem procuradas, já que os profissionais estão cada vez mais preocupados em aprender, reter conhecimento e informações valiosas, que podem impulsionar suas carreiras. Com o aumento da demanda, é normal que ocorra um aumento da oferta.

“No entanto, de uns cinco anos para cá, o que tenho percebido é a banalização das palestras. Como, para ser palestrante, não é necessário obter um certificado, fazer um curso ou ter experiência profissional, qualquer um pode partir para essa área. Logo, há muitas pessoas despreparadas, no que se refere à metodologia, à comunicação verbal e visual e ao conteúdo em si, dando palestras”, alerta.

Crítica

Aprenda a investir na bolsa

O coach Renato Ricci critica principalmente as palestras motivacionais, cujo erro reside no fato de que organizadores e condutores tratam todos da mesma forma. “É como se o combustível da motivação fosse o mesmo para todas as pessoas. Eles esquecem que nós não somos do tipo ‘flex’, pois cada um se utiliza de um tipo específico de combustível, cuja fórmula é mais complexa do que se pensa.”

Cada vez mais ousados, alguns palestrantes obrigam as pessoas a subir em árvores, praticar esportes radicais, acampar na selva, dançar e expor-se ao ridículo, tudo em nome da esperada mudança. “Recentemente, participantes de um programa acabaram no hospital, devido a queimaduras nos pés provocadas pelo exercício de andar em brasas. Parece que o poder da mente não funcionou para todos”, conta.

Celebridades

Araújo lembra que muitos ex-atletas e famosos que se tornaram conhecidos pelo público recentemente estão hoje dando palestras. “Há até casos de pessoas que participaram de reality shows”, diz, ao enfatizar que não é raro palestrantes delegarem a montagem da palestra a um terceiro, como seu encarregado de marketing.

Mas é importante não generalizar, segundo ele. “Existem esportistas, por exemplo, que, apesar de não terem uma experiência profissional invejável, contam com uma bagagem de vida muito interessante e sabem dar palestra. O exemplo de comportamento conta demais no mundo corporativo. O camelô David, que fala de atendimento ao consumidor e marketing, dá uma ótima palestra.”

O que fazer antes de pagar por uma palestra

A dica é pesquisar sobre a empresa organizadora do evento – sua idoneidade e experiência no mercado, buscar na internet informações sobre o palestrante, visitar fóruns que contenham testemunhos de outras pessoas que já assistiram àquela palestra e entender o tema. Lembrando que não necessariamente empresários, executivos e esportistas de renome conduzem boas palestras. Pessoas desconhecidas podem ter mais o que passar.