CSN: funcionários em greve, mas produção normal, afirma empresa

Greve na Usina de Volta Redonda não afeta produção da empresa; negociações só devem ocorrer na Casa de Pedra

SÃO PAULO – Apesar da greve, a situação das operaçõs na usina em Volta Redonda permanece normal, afirmou a CSN (Companhia Siderúrgica Nacional) por meio de sua assessoria de imprensa nesta segunda-feira.

A nota da empresa coloca que cerca de 80% dos colaboradores da CSN da Usina Presidente Vargas, em Volta Redonda, estão trabalhando normalmente. A produção local não foi afetada, e mantém a média diária de 15 mil toneladas.

A greve

Desde a última quinta-feira (30) os funcionários da CSN de Volta Redonda entraram em greve por tempo indeterminado, depois de rejeitar proposta da companhia, que oferecia reajuste salarial pelo INPC (3,5%) mais aumento real de 1,5%, com abono de R$ 2.000. É a primeira paralisação dos funcionários em dezessete anos.

PUBLICIDADE

As negociações entre o Sindicato dos Metalúrgicos de Volta Redonda e Região e a CSN, realizadas ao início da última semana, terminaram sem acordo. A reivindicação dos trabalhadores é de correção salarial pelo INPC (3,5%), mais 6% de aumento real, com um plano de recomposição salarial para as perdas acumuladas em 33% dos últimos 14 anos.

Os trabalhadores de outra usina da CSN, Casa de Pedra, localizada em Congonhas (MG) podem entrar em greve nesta segunda-feira (4). As paralisações também podem se estender para os trabalhadores das cerca de 640 metalúrgicas fornecedoras da CSN em Volta Redonda.

Novas negociações

Segundo Edma M. Nogueira, do departamento de comunicação da CSN, a política da companhia é de não negociar com trabalhadores em greve. Com isso, não há previsão para novos encontros com sindicato dos trabalhadores de Volta Redonda, e nem para o fim da paralisação.

Com relação à Casa de Pedra, Edma informou que a CSN deve se reunir com representantes dos trabalhadores da usina ainda nesta segunda-feira (4), já que o prazo de 48 horas de direito de greve dos funcionários ainda não se expirou.

Desempenho acionário

Seguindo o fraco desempenho da Bovespa nesta segunda-feira (4), as ações da CSN apresentam queda de 0,67%.