Venezuela

Crise: venezuelanos serão obrigados a trabalhar no campo; entenda

O decreto aponta que funcionários do setor público e privado podem ser forçados a trabalhar nos campos do país por um período de 60 dias que, se necessário, pode ser estendido

SÃO PAULO – O mais recente decreto da Venezuela, estabelecido na última quinta-feira (28), pode fazer com que os cidadãos trabalhem em fazendas para combater a escassez de alimentos no país, segundo o CNN Money.

Ele estabelece que funcionários do setor público e privado podem ser forçados a trabalhar com agricultura nos campos do país por um período de 60 dias que, se necessário, pode ser estendido.

Mesmo trabalhando no campo, os funcionários deverão continuar recebendo seu salário normal e não poderão ser demitidos do emprego.

PUBLICIDADE

Para a Anistia Internacional, esse decreto é ilegal e “o mesmo que trabalho forçado”. “O novo decreto é completamente inútil em termos de encontrar formas para que a Venezuela saia da crise em que ficou imersa por anos. As autoridades venezuelanas devem focar em pedir e levar de maneira urgente a ajuda humanitária que milhões de pessoas necessitam em todo o país e desenvolver um projeto efetivo a longo prazo para solucionar esta crise”, disse a diretora para as Américas da Anistia, Erika Guevara-Rosas.

A AI deve discutir o decreto na próxima terça-feira (2), mas que deve ser apenas “simbólico”, já que não tem o poder de anular um decreto da lei venezuelana.