Crise financeira causa insônia, irritabilidade e enxaquecas nos profissionais

Médico alerta que, se a pessoa não tiver equilíbrio, faltará criatividade e energia para vencer este momento

SÃO PAULO – Além de trazer consequências para o bolso, a crise
econômica mundial também afeta a saúde de muitos profissionais. Com isso, a incidência de problemas estomacais, enxaquecas, insônia e irritabilidade tendem a aumentar diante deste cenário.

“A crise financeira pode afetar o profissional de duas formas. A primeira é no orçamento, ou seja, pessoas que perderam os seus empregos ou tiveram prejuízos em decorrência da crise. Já a segunda se dá por meio do psicológico. Os profissionais ficam mais inseguros e nervosos, com medo de perder os seus empregos ou terem prejuízos, neste período de instabilidade financeira mundial”, ressalta o médico e presidente da ABQV (Associação Brasileira de Qualidade de Vida), Alberto Ogata.

O médico alerta ainda que esta incerteza e a insegurança profissional fazem com que os profissionais passem a ter uma alimentação inadequada e um sono conturbado.

Problemas

PUBLICIDADE

Uma pesquisa feita pela Philips em cinco países (Alemanha, Estados Unidos, Holanda, Reino Unido e Japão) revelou que 19% dos diretores das empresas entrevistadas dormem menos do que as oito horas diárias recomendadas e 40% deles atribuem esse fato à crise econômica.

“Aqueles profissionais que estão psicologicamente afetados pela crise também correm o risco de desenvolver outros problemas de saúde,
como depressão e hipertensão, e estão propensos a um maior descontrole emocional”, lembra Ogata.

Consequências

Todos esses problemas de saúde também prejudicam o desempenho profissional no dia a dia de trabalho. “Se a pessoa não tiver equilíbrio, provavelmente, ela terá menos criatividade e energia para vencer os desafios e, consequentemente, a crise”.

Além disso, o médico ressalta que os erros no dia a dia de trabalho tendem a acontecer com mais frequência, ocasionando perda de produtividade e, possivelmente, um aumento dos casos de ira e irritabilidade.

Controle-se!

Para tentar manter o controle e evitar esses problemas de saúde Ogata indica os seguintes passos:

  1. Dormir bem;
  2. Ter uma alimentação equilibrada (evitando o excesso de açúcar e gordura);
  3. Fazer atividades físicas;
  4. Manter a vida social (sair para se distrair com amigos e familiares);
  5. Não levar trabalho para casa (procure se desligar das tarefas de trabalho fora do horário de expediente);