Criação de vagas atinge melhores resultados da série histórica

Segundo o Caged, no mês foram 146.141 postos, enquanto no acumulado do ano 399.628 carteiras foram assinadas

Aprenda a investir na bolsa

SÃO PAULO – Em março, foram criadas 146.141 vagas de emprego com carteira assinada no Brasil, resultado 0,52% maior do que o do mês anterior. No primeiro trimestre do ano, o saldo é de 399.628 postos, o que representa uma alta de 1,44%. Em ambos os casos, foram registrados os melhores resultados para os períodos na série histórica do levantamento.

Segundo informações do Cadastro Geral de Empregados e Desempregados (Caged), do Ministério do Trabalho e Emprego, divulgado nesta quarta-feira (25), nos últimos 12 meses foram abertas 1.288.611 oportunidades de trabalho, o que gera uma variação acumulada de 4,81%.

Setores da economia

Todos os setores da economia tiveram desempenho positivo em março, mas o destaque foi para dois deles: Serviços e Indústria de Transformação.

Aprenda a investir na bolsa

No terceiro mês do ano, o setor de Serviços respondeu pela geração de 56.527 postos de trabalho, enquanto a Indústria de Transformação gerou 40.538 empregos.

O saldo do Comércio foi de 12.868 postos, e da Agricultura, de 11.346 novas vagas. A Construção Civil assinou 17.253 carteiras, mostrando um crescimento de 1,26% no estoque de empregos.

Análise regional

A pesquisa revela, ainda, que, na soma das nove principais áreas metropolitanas, foram 55.335 novas vagas em março, mostrando uma elevação de 0,48% sobre fevereiro. Os aglomerados urbanos, no interior dos Estados, criaram 81.845 empregos formais, mostrando alta de 0,79%.

Os Estados brasileiros que apresentaram os melhores desempenhos no terceiro mês do ano foram: São Paulo (67.223 postos), Minas Gerais (24.043 vagas) e Paraná (20.090 empregos).