Mais estudo

Cresce o número de trabalhadores com ensino médio e superior completo

PNAD mostra que as classes com rendimentos mais baixos registraram o maior aumento percentual, 29,2%

arrow_forwardMais sobre
Side profile of a group of young executives clapping (blurred)

SÃO PAULO – O número de trabalhadores com ensino médio completo passou de 43,7% para 46,8% e os ocupados com ensino superior completo de 11,3% para 12,5%, de 2009 para 2011. Os dados são do PNAD (Pesquisa Nacional por Amostra de Domicílio), divulgados pelo IBGE (Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística) nesta sexta-feira (21).

Por sua vez, o percentual de trabalhadores com ensino fundamental incompleto recuou de 31,8% para 25,5%. A pesquisa destaca ainda que as classes com rendimentos mais baixos registraram o maior aumento percentual, 29,2%.

No entanto, o estudo constatou que quanto maior o rendimento menor a evolução de crescimento. Diante disso, os 10% da população ocupada e com rendimentos mais elevados concentraram 41,5% do total dos salários.

PUBLICIDADE

Valor
O rendimento médio mensal real de todos os trabalhadores, ocupados ou com rendimentos, cresceu 8,3% de 2009 para 2011, passando de R$ 1.142 para R$ 1.345. Os salários dos trabalhadores com rendimentos mais baixos, avançaram de R$ 144 para R$ 186.

População setorial ocupada
De 2009 para 2011 houve um aumento de 1,1% na população ocupada de 15 anos ou mais, somando 92,5 milhões de trabalhadores.

O total de ocupados no setor de serviços cresceu 5,2% (41,5 milhões de pessoas), em comércio e reparação a alta foi de 1,9% (16,5 milhões) e 13,6% na construção (7,8 milhões). Por sua vez, foram registradas quedas de 7,3% no setor agrícola (14,1 milhões) e de 8,0 % na indústria (12,4 milhões).