Consultores apontam os principais erros cometidos no trabalho em equipe

Espírito coletivo está intrínseco na natureza humana, mas muitas pessoas cometem erros graves quando trabalham em grupo

SÃO PAULO – É impossível imaginar uma organização sem trabalho em equipe. “Uma empresa nada mais é do que o coletivo de indivíduos que superam em valor o que valeriam individualmente”, explica o presidente da Curriculum.com.br, Marcelo Abrileri.

De acordo com ele, o trabalho em equipe é natural a todas as pessoas. “No ser humano, fundamentalmente, pulsa o espírito coletivo. Ele tende a ter mais prazer no trabalho em equipe do que naquele feito individualmente”, completa.

Já na opinião do consultor da Robert Half, Sócrates Melo, com um mercado de trabalho cada vez mais competitivo e agressivo, as pessoas precisam ter uma visão de time. “Se é individualista, precisa moldar isso. Não adianta ser competente e não conseguir fazer sua área chegar num lugar melhor”, pondera.

Erros dos profissionais

PUBLICIDADE

Como nem tudo são flores, apesar do trabalho em equipe ser essencial, nem sempre ele é realizado de maneira saudável. Isso acontece porque muitas pessoas tendem a cometer erros, os quais comprometem o trabalho do grupo. Veja alguns deles abaixo, apontados pelos especialistas:

  • Ser retardatário ou não estar no ritmo da equipe: mesmo que tenha um problema pessoal, por exemplo, o profissional não pode ser a roda que prende a equipe;
  • Não mostrar espírito de equipe: se ela decidir ir para um caminho que não é o que você escolheu, entenda. Quando outro do grupo quiser seguir um caminho que não é o da maioria, tente trazê-lo para o grupo;
  • Ter uma comunicação ruim: todos os cérebros precisam trabalhar como se fossem um. Ocorre quando uma pessoa não consegue transmitir o que pensa e, então, não é correspondido ou acontecem interpretações errôneas;
  • Difundir suas frustrações: isso pode levar à improdutividade;
  • Ter preconceitos: não aceitar os outros do jeito que são;
  • Não assumir o erro e apontar o do outro;
  • Fofocar: um ponto muito importante é que a equipe tem que ter transparência. Se tiver um problema com alguma pessoa, fale com ela. Se não der certo, aí fale com o líder;
  • Egocentrismo: “uma pessoa egocêntrica está indo contra o conceito de uma equipe, que é de ajuda mútua”, diz Melo, da Robert Half;
  • Competir com os demais: se a pessoa tem necessidade de competir, ela sai do lado do time e fica apenas torcendo para si mesma.

A liderança

Para que uma equipe dê certo, é preciso ter uma boa liderança. “Ele não pode ser ditador, mas tem que ter punho forte”, afirma Abrileiri. Além disso, ele explicou que o gestor precisa motivar as pessoas, criar objetivos adequados e alcançáveis e saber equilibrar a distribuição de tarefas.

Outros erros da liderança são achar que é superior, não escutar os demais. “Ela tem que ter o papel de ser um facilitador para a equipe”, diz Melo. O bom gestor, para ele, é aquele que escuta e direciona a equipe para alcançar seus objetivos.