Conheça os desafios, as exigências e a situação para o profissional de marketing

Remuneração média dos profissionais de marketing variou de R$ 5 mil a R$ 11,7 mil em 2006, segundo a Rais

SÃO PAULO – Para ser um profissional de marketing, é preciso, além de curso superior ou pós-graduação em áreas como Publicidade ou Relações Públicas, gostar de superar desafios. O motivo é que a rotina de quem trabalha nessa área envolve desde o planejamento estratégico até a promoção e a venda do produto, seja ele tangível (como bens de consumo) ou intangível (serviços).

Flexíveis, profissionais dessa área precisam ter aptidão para o negócio e estarem prontos para lidar com novas tecnologias. Como se não bastassem tantas exigências, o mercado ainda costuma cobrar domínio de línguas estrangeiras.

Situação do mercado

Mas o esforço compensa. Um levantamento da Rais (Relação Anual de Informações Sociais), do Ministério do Trabalho e Emprego, revela que a remuneração média dos profissionais de mercado variou de R$ 5 mil a R$ 11,7 mil em 2006.

PUBLICIDADE

Entre as vagas ocupadas no ano retrasado, 11.994 foram preenchidas por mulheres, com remuneração média em torno de R$ 2,9 mil para analista de pesquisa de mercado e de R$ 9,3 mil para quem conseguiu chegar ao topo da carreira como diretor de marketing.

No entanto, os salários para o sexo masculino foram um pouco maiores: R$ 3,6 mil para analista de pesquisa de mercado; R$ 6,9 mil para gerente de marketing e R$ 12,9 mil para diretor.

A pesquisa também constatou que há, atualmente, 24.057 pessoas trabalhando nas ocupações de analista de pesquisa de mercado, gerente de marketing e diretor de marketing.