Liderança

Conheça os cem melhores CEOs do mundo; quatro brasileiros estão na lista

O primeiro lugar não está nos EUA; Jeff Bezos caiu de 1º para 87º

arrow_forwardMais sobre

SÃO PAULO – É muito provável que você nunca tenha ouvido falar no nome do CEO de melhor desempenho do mundo, segundo o ranking da Harvard Business Review. Aliás, Lars Rebien Sørensen não é exatamente um nome facilmente pronunciável para um brasileiro.

Ele é o dinamarquês que lidera, desde 2000, a farmacêutica Novo Nordisk, e encabeça a lista que a partir deste ano leva em consideração fatores como a área ambiental. A Novo Nordisk é uma empresa que decidiu, anos atrás, focar na área de tratamentos contra diabetes – doença que se espalhou globalmente, fazendo com que as vendas e o preço das ações da companhia decolassem.

O ranking, que no passado baseava-se “exclusivamente nos números do mercado de ações”, de acordo com a publicação, agora procura ser uma medida de “sucesso duradouro”. O desempenho de cada CEO é medido desde o primeiro dia no cargo.

PUBLICIDADE

Jeff Bezos, da Amazon, que foi o primeiro colocado no ano passado, segue na liderança de todas as métricas puramente financeiras. Mas suas métricas de ESG (sigla em inglês para desempenho ambiental, social e de governança) fizeram com que ele fosse classificado na 87ª posição geral.

Se a avaliação tivesse sido realizada nas mesmas bases do ano passado, Sørensen estaria na sexta posição.

E o Brasil?

Os quatro brasileiros que aparecem na lista da HBR são: Carlos Brito, da Anheuser-Busch Inbev, na 16ª posição; Roberto Egydio, do Itaú Unibanco, em 24º; Carlos Ghosn, da Nissan-Renault, em 40º lugar e Renato Alves Vale, da CCR, que aparece em 50º.

Conheça os 20 primeiros colocados, suas companhias e onde ficam as sedes:

1. Lars Rebien Sørensen (Novo Nordisk, Dinamarca)

PUBLICIDADE

2. John Chambers (Cisco System, Estados Unidos)

3. Pablo Isla (Inditex, Espanha)

4. Elmar Degenhart (Continental, Alemanha)

5. Martin Sorrell (WPP, Reino Unido)

6. Stephen Luczo (Seagate Technology, Estados Unidos)

7. John Fredrik Baksaas (Telenor, Noruega)

8. George Scangos (Biogen, Estados Unidos)

9. Michael Wolf (Swedbank, Suécia)

10. Fujito Mitarai (Canon, Japão)

11. Leslie Wexner (L Brands, Estados Unidos)

12. Howard Schultz (Starbucks, Estados Unidos)

13. Florentino Pérez Rodriguez (ACS, Espanha)

14. Jacques Aschenbroich (Valeo, França)

15. Benôit Potier (Air Liquide, França)

16. Carlos Brito (Anheuser-Busch Inbev, Bélgica)

17. Lars Rasmussen (Coloplast, Dinamarca)

18. Kasper Rorsted (Henkel, Alemanha)

19. Alexander Cutler (Eaton, Estados Unidos)

20. Martin Winterkorn (Volkswagen, Alemanha)

Para ver a lista completa, clique aqui.