motoboy é uma

Conheça 10 das profissões mais perigosas do mundo

Quando você escolheu a profissão que iria seguir, chegou a pensar nos riscos que ela poderia trazer à sua saúde - ou a sua vida? 

SÃO PAULO – Cada carreira tem suas particularidades, vantagens e desafios. Quando você escolheu a profissão que iria seguir, chegou a pensar nos riscos que ela poderia trazer à sua saúde – ou mesmo a sua vida? Roberto Alves Rosa, advogado técnico em segurança do trabalho, da consultoria MN&A Segurança do Trabalho, lembra que existem algumas atividades que englobam um risco maior à saúde do profissional, e por isso são supervisionadas de perto.  

“Na verdade, todas as empresas são fiscalizadas em relação a segurança do funcionário. É uma obrigatoriedade legal prevista na CLT”, explica Rosa. Mas segundo ele, com as profissões que oferecem maiores riscos essas fiscalizações são mais rígidas. “Nesses casos há mais controle, treinamentos e exames específicos para ver se o funcionário está apto a trabalhar sob aquelas condições”, diz. 

Além disso, segundo o advogado, muitos profissionais que exercem atividades perigosas ganham os chamados “adicionais de risco” uma espécie de bônus no salário, devido à exposição a situações de insalubridade e periculosidade.   

PUBLICIDADE

A pedido do InfoMoney a consultoria MN&A Segurança do Trabalho selecionou as 10 das profissões mais perigosas para os profissionais. Confira: 

  1. Eletricitários: trabalhos que exigem intervenções em instalações elétricas expõe os trabalhadores a significativo risco de eletrocussão. A consultoria considera esse tipo de profissão a que oferece o maior risco porque pode causar a morte imediata do trabalhador.
  2. Trabalhadores da Construção Civil: envolve profissões que exercem atividades em lugares muitos altos, com máquinas de corte a quente, solda, e são expostos a agentes químicos e ao sol.
  3. Operadores de máquinas da metalurgia: esses profissionais também correm riscos por manusearem fumos metálicos, estarem expostos ao calor e podem sofrer acidentes com perda de membros superiores decorrentes da operação de máquinas sem proteção. 
  4. Profissionais que trabalham no esgoto: esses trabalhadores estão expostos constantemente a agentes biológicos e exercem atividades em espaços confinados, por isso quem exerce atividades desse tipo também sofre grandes riscos.
  5. Motoboy: essa é uma das profissões mais perigosas porque os trabalhadores ficam expostos ao trânsito caótico das grandes cidades, onde ocorrem acidentes graves com frequência. 
  6. Mineradores: esses trabalhadores ficam expostos a poeiras de sílica e em contato direto com explosivos utilizados na detonação de rochas.
  7. Profissionais que trabalham em frigoríficos: os trabalhadores ficam expostos a situações de insalubridade, como ingresso em câmaras frigoríficas. Além disso, há riscos de acidentes em razão do manuseio permanente de objetos perfurocortantes.
  8. Funcionários da indústria química: neste caso, os trabalhadores manuseiam constantemente agentes químicos utilizados na preparação de tintas, solventes, vernizes, que podem fazer mal à saúde e integridade física porque são inflamáveis.
  9. Frentistas: esses trabalhadores ficam expostos principalmente ao benzeno, substância existente nos combustíveis e altamente cancerígena. Além disso, há possibilidade de contato do combustível com a pele, causando ressecamentos e queimaduras. Vale lembrar também, do risco de incêndio caso as medidas de proteção coletiva sejam negligenciadas.
  10. Profissionais da Saúde: o principal risco de trabalhadores dessa área é a exposição a doenças infecto-contagiantes pelo contato de pacientes que eventualmente as possuam. 

Quer investir na sua carreira? Abra uma conta na XP.