Confira estratégias para conseguir um emprego mais rapidamente

"Entre em uma competição que tem chances de ganhar", recomenda o presidente do site Curriculum.com.br

arrow_forwardMais sobre
Aprenda a investir na bolsa

SÃO PAULO – Se você está desempregado ou desesperado para mudar de emprego, saiba que “atirar para todos os lados” não é a solução. Em primeiro lugar, tenha certeza do cargo que almeja e pode ocupar. Não adianta mandar currículo para uma vaga de supervisor ou gerente, por exemplo, se não possui a experiência necessária para desempenhar a função.

“Entre em uma competição que tem chances de ganhar. Em uma Olimpíada, ninguém se inscreve na corrida dos 100 metros raso sem que tenha chance de ser o número um”, explica o presidente do site Curriculum.com.br, Marcelo Abrileri.

Os passos seguintes

Depois, é importante ter otimismo. Mas um otimismo coerente, realista. “Sem dúvida, o otimismo aumenta as chances de conseguir um emprego, pois garante uma boa postura em todas as fases dos processos seletivos”, explica ele.

Aprenda a investir na bolsa

O compromisso é outro fator básico. “Acho que as pessoas pecam muito com relação ao comprometimento”, lamenta Abrileri. “Quando você está desempregado, deve encarar a busca pelo trabalho como um emprego. Muitas pessoas não fazem isso”.

E essa busca não diz respeito apenas ao envio de currículos pela internet, mas também ao resgate de contatos profissionais antigos, incluindo ex-chefes, a ida a workshops, palestras e conferências, eventos propícios para conhecer gente de sua área de atuação e até mesmo a entrega de currículos de papel a familiares, amigos e ex-colegas de trabalho. “Muitas vezes, as pessoas ajudam”, garante.

Faz parte do processo também participar do maior número de processos seletivos possível, sempre lembrando de investigar sobre as empresas, antes de ir para as entrevistas. “É uma corrida de obstáculos”, diz o presidente do Curriculum.com.br.

Reprovação

No caso de reprovação em um processo seletivo, entenda que é normal. “De fato, só há um vencedor”, diz Abrileri. Vale a pena, entretanto, rever o que se passou e tentar descobrir o que fez ou falou de errado.

Na hora da entrevista, não se esqueça que a confiança é fundamental. “Quando o profissional está confiante, acaba sendo sincero e transparente no processo seletivo”, finaliza.