AO VIVO Análise Técnica na prática: como um trader ganha dinheiro na Bolsa?

Análise Técnica na prática: como um trader ganha dinheiro na Bolsa?

Concessão de auxílios-doença aumenta quase 30% em agosto

Segundo a Previdência, foram 226.514 benefícios. Valor médio do benefício chegou a R$ 523,63, aumento de 4%

Aprenda a investir na bolsa

SÃO PAULO – O número de auxílios-doença concedidos em agosto aumentou 29,6% em relação a julho, informou o secretário de Políticas de Previdência Social, Helmut Schwarzer, na última quinta-feira (21).

Foram pagos 226.514 benefícios no oitavo mês do ano, contra 174.808 um mês antes. Na comparação anual, o aumento foi de 47,6%.

Valor médio é de R$ 523,63

O valor médio real do benefício cresceu 4% em relação ao ano passado, chegando a R$ 523,63. Um total de 16,3 milhões de pessoas, ou 67,7% dos beneficiários, recebem apenas o equivalente a um salário mínimo (R$ 350).

Aprenda a investir na bolsa

Durante a divulgação dos resultados do Regime Geral da Previdência Social, Schwarzer afirmou que é preciso acompanhar o aumento na concessão de auxílios-doença. “Vamos ficar de olho para ver em que patamar se estabiliza, se vai se estabilizar. Se não, vamos ter que avaliar o que está acontecendo, se efetivamente há um retorno das pessoas cujos benefícios tiveram a cessação em um determinado momento”.

Prorrogação teria provocado o aumento

O secretário acredita que o aumento foi provocado pelo sistema de pedido de prorrogação de auxílio-doença, adotado em maio último, que teria facilitado o processo para ampliação do prazo de vigência desse benefício. Antes, a requisição era feita por meio de um pedido de reconsideração em que era necessário reavaliar todo o processo de concessão.

Ele disse que podem ser adotadas medidas para evitar pagamentos desnecessários. “O auxílio-doença não é para ser um seguro-desemprego disfarçado”, ressaltou.

Com informações da Agência Brasil.