RADAR INFOMONEY AO VIVO Veja como os analistas avaliam os impactos do ressurgimento de casos de Covid nas bolsas e na economia

Veja como os analistas avaliam os impactos do ressurgimento de casos de Covid nas bolsas e na economia

Comportamento inadequado é o motivo que mais leva à demissão

Baixo desempenho ficou em segundo lugar, seguida pelo fato do profissional não estar alinhado com os valores da empresa

Aprenda a investir na bolsa

SÃO PAULO – O comportamento inadequado é o motivo que mais leva à demissão, segundo revela pesquisa realizada pela Curriculum.

De acordo com o levantamento, a falta de postura, atitudes inadequadas, entre outros problemas comportamentais, foram os motivos apontados por 34,1% das 417 empresas que participaram do levantamento.

O baixo desempenho ficou com o segundo lugar, com 28,1% das indicações, seguido pelo fato do profissional não estar alinhado com os valores e objetivos da empresa, com 20,4%.

Aprenda a investir na bolsa

As metas recorrentemente não atingidas, o corte de custos e a meta não atingida uma única vez também foram citadas, com 6%, 6% e 1%, respectivamente. Outros motivos somaram 5% do total.

Geração Y
Ainda conforme o estudo, para 51,3% dos entrevistados, a falta de comportamento adequado e o baixo desempenho atingem mais os profissionais da geração Y (até 30 anos).

Outros 40,5%, entretanto, acham que o problema é verificado em igual proporção nos profissionais da geração X (quem nasceu entre anos 1960 e 1980) e Y.

Por fim, 8% dos respondentes acreditam que são os profissionais da geração X os que mais apresentam problemas comportamentais e de baixo desempenho.

Passado e presente
No geral, o estudo mostra que, para a maioria das empresas (71%), estes sempre foram os motivos que levavam à demissão.

Por outro lado, para 28,6%, as causas de desligamento de um funcionário mudaram recentemente. Deste total, 26,6% disseram que anteriormente o maior motivo era relacionado a baixo desempenho e 25,7% responderam que era referente a corte de custos.

PUBLICIDADE