Como se defender da incompetência alheia no trabalho?

É preciso avisar o colega sobre suas atitudes e, se não surtir efeitos, comunicar a liderança sobre comportamento

Aprenda a investir na bolsa

SÃO PAULO – O trabalho foi passado a todo o grupo. Perto da data de entrega, você percebe que o colega não fez a parte dele. Com isso, o projeto não poderá ser apresentado aos clientes. Logo, começa a ficar nervoso, tem dores de cabeça e não sabe o que fazer: fala para a liderança? Cobra do colega? Simplesmente chama a responsabilidade para si?

De acordo com a consultora de Treinamento da Catho Online, Rosemary Bethancourt, em primeiro lugar, é preciso falar com o colega de trabalho. Afinal, ele poderia estar atolado e não ter percebido que estava relaxando. “Se não estiver respondendo e ajudando, então deve levar ao líder, que vai avaliar a situação”, disse ela.

Em relação a chamar a responsabilidade para si e fazer a parte do colega, ela disse que não é a melhor solução. Se essa for a única opção, é indicado mostrar que o trabalho não era seu. Se não fizer isso, a pessoa vai se acomodar e ainda ganhar o mérito por algo que não fez.

Aprenda a investir na bolsa

“É claro que o cliente vem em primeiro lugar, mas tem de deixar claro para a chefia quem fez o trabalho. Porque não pode em outro momento a pessoa ter a mesma atitude de deixar para os outros. Equipes trabalham com metas e, se alguém a prejudica, tem de ser penalizado”, explicou a consultora.

Qual o problema?

Mas, antes de tomar qualquer atitude, o profissional tem de saber o que está acontecendo com o colega de trabalho. Porque uma coisa é a incompetência, outra é a irresponsabilidade e uma totalmente diferente é a dificuldade em realizar as atividades.

Pode ser que a pessoa esteja em desenvolvimento e não tenha a habilidade para realizar o trabalho, o que é uma questão de dificuldade. Neste caso, a postura deve ser de ajuda. Porém, existem os incompetentes, que assumiram ou foram forçados a assumir uma atividade que não tinham conhecimento para tal.

Além disso, existem os irresponsáveis, que são aqueles profissionais que simplesmente esquecem de prazos e não têm comprometimento. “Hoje não há espaço para agir de maneira irresponsável. Se, antes, um profissional tinha uma atividade, hoje, são mais de 20. Se não responder a tudo isso, a empresa tem de tomar uma atitude”, explicou Rosemary.

Liderança

Os líderes têm o papel de evitar situações como as descritas acima. Para isso, podem tomar algumas medidas. Confira abaixo quais são elas:

  • Deixar claro a responsabilidade de cada um;

  • Comunicar-se de forma clara;

  • Conhecer bem quem trabalha com ele;
  • Saber tirar das pessoas o que elas têm de melhor;
  • Deixar claro que cada um tem um papel importante. O resultado final depende de todos;
  • Fazer um check list constante das atividades;

    PUBLICIDADE

  • Deixar que os subordinados inovem.

Enfim, de acordo com Rosemary, para se defender da incompetência alheia, é preciso transparência em uma equipe, bem como integração!