Como os advogados devem agir ao atender demandas de clientes?

Advogado deve evitar otimismo e fornecer ao cliente todas as informações de que necessita, de forma clara e inteligível

Aprenda a investir na bolsa

SÃO PAULO – Quando uma pessoa ou empresa contrata um advogado, geralmente tem enormes expectativas. Esperam obter sucesso no caso, que o advogado seja solícito e que tenha o conhecimento técnico e a experiência necessários. Tudo isso envolve honorários e custas.

Para o sócio do escritório Gaiofato Advogados Associados, Alexandre Gaiofato de Souza, todos os clientes esperam obter sucesso com a causa, mas nem todos os casos merecem prosperar. “De qualquer maneira, cabe ao profissional tomar todas as medidas para esclarecer os direitos e as chances do cliente”, explica.

Ele recomenda ainda ao advogado evitar otimismo e fornecer ao cliente todas as informações de que necessita, de forma clara e inteligível, sem a utilização de termos técnicos ou que fujam da compreensão de uma pessoa que não atua no Direito, mantendo-o atualizado.

Aprenda a investir na bolsa

É essencial ter clareza ainda no que se refere a gastos extraordinários de custas ou honorários. Como qualquer outro tipo de serviço, se o advogado prestar um bom serviço poderá ser contratado novamente pelo mesmo cliente. Além disso, ele pode indicá-lo a conhecidos, fazendo o marketing boca a boca.

Mais dicas

Gaiofato recomenda também:

  • Ser sincero quanto à demora do judiciário, para não criar falsas expectativas;
  • Elucidar ao cliente, já na primeira consulta, as chances da causa, tempo de demanda e valores a serem despendidos.