Como conseguir meu primeiro emprego?

Encarar o mercado de trabalho é o objetivo de todo estudante, ao ingressar na faculdade; mas como conquistar a primeira oportunidade?

Aprenda a investir na bolsa

SÃO PAULO – A busca pelo primeiro emprego pode ocorrer em várias fases da nossa vida, e por diferentes motivos. Porém, aqui vamos nos dirigir especialmente a você, estudante, que inicia agora sua jornada profissional.

O primeiro emprego, diante da nossa carreira, tem a mesma importância que a primeira professora, diante da nossa vida escolar. Em ambos os casos, a experiência fica marcada para sempre na memória. Por isso, o ideal é que seja algo bastante positivo, que possa proporcionar uma entrada com o pé direito no mercado de trabalho. Mas como e por onde começar?

Estágio: opção mais segura

Para quem está na faculdade e, portanto, já tem em mente o caminho que será percorrido em sua carreira, o estágio é sempre uma opção interessante. Por meio dele você tem a chance de realizar tarefas relacionadas à área escolhida, com o propósito principal de aprender.

Aprenda a investir na bolsa

Porém, é preciso cuidado. Existem várias vagas de estágio por aí e você deverá ter atenção ao fazer sua escolha. Como esta será sua primeira experiência profissional, é fundamental que você verifique alguns aspectos importantes antes de enviar o seu currículo.

Talvez você não saiba, mas para algumas empresas o estágio ainda é visto como uma boa alternativa de contratação barata, já que não envolve qualquer benefício, férias, hora extra ou 13o salário, por exemplo. Mas não desanime! Claro que existe, como em tudo na vida, o lado bom: e é justamente isto que você deve buscar.

Busque segurança

Pensando nisso, garanta a sua segurança. Procure empresas que possuam uma estrutura sólida e comprometimento em relação aos seus objetivos e, principalmente, ao tratamento dado aos seus funcionários.

Sejam de micro, pequeno, médio ou grande porte, nestas empresas o estágio é visto como excelente oportunidade de troca de experiências: o estudante adquire vivência e a empresa conquista inovação, além da possibilidade de formar e capacitar futuros executivos. Tudo depende, claro, do seu desempenho e da estrutura financeira do seu local de trabalho.

Por onde começar

Para evitar “traumas”, vamos às dicas! É interessante que você fique atento aos anúncios divulgados na própria faculdade. O acesso às vagas disponíveis é anunciado geralmente nos murais ou no site da instituição de ensino, em um espaço destinado para esta finalidade.

Existem ainda instituições que fazem esta ponte entre estudantes, faculdades e empresas, com o objetivo de assessorar o ingresso do candidato ao seu primeiro emprego. Uma delas é o CIEE (Centro de Integração Empresa Escola), uma entidade filantrópica que existe há 40 anos e é mantida por empresários do País (www.ciee.org.br).

Evite a precipitação

PUBLICIDADE

As empresas de consultoria em Recursos Humanos também disponibilizam em seus sites vagas para estágio; basta que você seja cadastrado.

Um alerta: não seja tão apressado, enviando seu currículo para todos os lugares possíveis. Procure saber mais sobre cada vaga e, principalmente, sobre a empresa. Caso seja chamado para uma entrevista, não fique preocupado somente em impressionar o selecionador. Lembre-se que você também tem o direito, e obrigação, de “aprovar” a empresa. Afinal, além de complementar seus conhecimentos, ela será uma extensão da sua casa, onde você passará grande parte do seu dia.

Currículo em dia

É muito importante que você esteja sempre pronto às novas oportunidades que poderão surgir. Por isso, mantenha o seu currículo em dia e procure estar sempre informado quanto às novidades da sua área e as possibilidades de atuação que ela lhe oferece.

Mantenha ainda uma rede de contatos. Sabe o que isto significa? Não se isole nunca e aproxime-se de profissionais, estudantes e pessoas interessadas pela sua área, com o objetivo principal de aprender e estar informado sempre.

Outras opções

Aqui sugerimos o estágio como a principal opção para quem quer partir em busca de seu primeiro emprego. Mas não precisa, necessariamente, ser assim.

Existem pessoas que sentem a necessidade de conquistar sua independência financeira um pouco antes de ingressar na faculdade. E aí valem as experiências como vendedor em lojas de shopping, recepcionista de consultórios ou escritórios, atendente de academia ou monitor de festas infantis.

A necessidade financeira faz com que muitos estudantes procurem o seu primeiro emprego, já como efetivo, em uma área de atuação diferente da que estuda na faculdade. Mas é importante ter consciência de que, mais cedo ou mais tarde, você terá que ingressar no mercado que escolheu, caso realmente queira construir sua carreira seguindo sua opção de curso. O importante é: esteja disposto a começar!