AO VIVO Analisando ações: como fazer trades se você tem pouco tempo para operar

Analisando ações: como fazer trades se você tem pouco tempo para operar

Como alinhar gestão do capital humano aos objetivos de longo prazo da empresa?

Gestor deve questionar: qual meu posicionamento no mercado, com relação à concorrência? Onde quero chegar?

Aprenda a investir na bolsa

SÃO PAULO – Não dá mais para contratar profissionais pensando apenas nas necessidades imediatas da organização. “Hoje as empresas precisam ter uma visão de médio e longo prazos”, garante a diretora de Desenvolvimento e Gestão de Pessoas da Career Center, Marlyse Matheus.

A mesma regra de ouro vale para a gestão dos funcionários atuais da empresa. É necessário visualizar as possibilidades de cada um dos profissionais no longo prazo. “A empresa deve questionar: onde estou hoje? Qual meu posicionamento no mercado, com relação à concorrência? Aonde quero chegar daqui a alguns anos? A partir daí, ela pode fazer contratações melhores, bem como implementar uma gestão mais eficaz do capital humano”, explica a especialista.

O segredo é ter a clareza acerca das competências de cada profissional que podem beneficiar a organização em um cenário futuro, daqui a cinco anos, por exemplo.

Aprenda a investir na bolsa

Já imaginou se a empresa começa a crescer e não tem profissionais com as competências necessárias para segurar essa expansão? Sem o capital humano adequado, é difícil atingir um bom posicionamento frente aos concorrentes.

Como fazer isso?

Uma das formas de alinhar a gestão do capital humano – do momento da contratação ao desenvolvimento do profissional – é o assessment, ferramenta que fornece subsídios para o autodesenvolvimento e que pode ser implementada com base nas competências.

Trata-se de uma avaliação que contribui para a tomada de decisões em processos seletivos internos ou admissionais, ajudando na identificação de profissionais com potencial, bem como as necessidades de melhoria dos funcionários, no geral.

O objetivo é ter uma equipe de profissionais cujas capacidades estejam de acordo com os resultados esperados pela empresa, no médio e no longo prazos. Além disso, possibilita desenvolver talentos internos, para que eles possam gerenciar a própria carreira. “Por meio do programa de assessment, é possível utilizar o que o profissional tem de melhor, bem como desenvolver seus gaps”, diz Marlyse.

Como funciona

Funciona desta maneira: o profissional passa por testes online e entrevistas, capazes de mapear seus interesses e valores. São buscadas evidências de suas competências, por meio de investigação de fatos vividos, suas perspectivas para a carreira, entre outros aspectos. “O nível de acerto é alto. O método possibilita encontrar as pessoas certas para o lugar certo”, garante a diretora de Desenvolvimento.

“Supondo que a empresa tenha a meta de crescer, já no processo seletivo questionamos o quanto cada candidato pode ser inovador e criativo, de maneira a contribuir com as mudanças a serem sofridas pela empresa, futuramente”, resume.

PUBLICIDADE