Comércio é setor da economia que mais emprega jovens

De 1995 a 2005, das vagas abertas a essa parcela da população, quase 60% corresponderam ao segmento

Aprenda a investir na bolsa

SÃO PAULO – O comércio é, de longe, o setor da economia que mais emprega jovens entre 15 e 24 anos, concedendo uma vaga a 59,2% deles. A informação consta em estudo divulgado pelo economista Marcos Pochmann, professor da Universidade de Campinas (Unicamp).

O levantamento leva em consideração o período de 1995 e 2005 e se baseia em dados do Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE). Em segundo lugar na abertura de novas vagas está o segmento de serviços, com 32,7% dos trabalhadores jovens. A indústria, por sua vez, agrega 15,5% deles.

Destaque e queda

“Cabe destacar que, ao contrário do setor primário da economia, que registrou a maior redução no nível de emprego para jovens, a indústria como um todo aumentou o volume de jovens empregados entre 1995 e 2005”, explicou Pochmann no documento de divulgação do estudo.

Aprenda a investir na bolsa

No período analisado, os setores de administração pública e agropecuária apresentaram queda de, respectivamente, 0,1% e 14,4% nas contratações.

Informal x formal

O docente constatou também que, nesse intervalo de dez anos, foram 17,5 milhões de novas ocupações no Brasil (nos níveis formal e informal), com “somente” 1,8 milhão direcionada aos jovens. Nesse mesmo período, foram 4,2 milhões de pessoas dentro dessa faixa etária que ingressaram no mercado, o que deixa um déficit de 2,4 milhões de vagas.

De uma maneira geral, dos postos abertos no setor formal, 15% foram direcionados a jovens. No caso do setor informal, essa representatividade foi de 3%.