Comércio contrata 80 mil trabalhadores temporários no Dia das Mães

Mais de 24 mil temporários devem conquistar uma vaga fixa após a data comemorativa, revela Asserttem

arrow_forwardMais sobre

SÃO PAULO – O Dia das Mães é a segunda principal data para o varejo em termos de vendas, perdendo apenas para o Natal. Segundo a Asserttem (Associação Brasileira das Empresas de Serviços Terceirizáveis e de Trabalho Temporário), deverão ser abertas 80 mil vagas (alta de 3,5% na comparação anual), sendo que mais de 24 mil temporários devem conquistar uma vaga definitiva após a data comemorativa.

O número de criação de vagas é significativo e reflete o bom momento pelo qual passa a economia do País. Os empregos temporários criados por conta da Páscoa deixam isso claro. A expectativa da associação para a data comemorativa era de geração de 54,6 mil postos, quantidade 11% superior, na comparação com a Páscoa de 2007.

Quanto à conquista de trabalho permanente, o diretor de Comunicação da entidade, Vander Morales, diz que “a Asserttem continua otimista em relação à efetivação”. E acrescenta: “Certamente, esse é um caminho para o emprego”.

Setores e posições

PUBLICIDADE

Os segmentos de eletrodomésticos, confecções e calçados são os que deverão contratar mais. As principais funções serão no atendimento e no crediário. Há também chance para vendedores, repositores e embaladores.

A entidade atribui à facilidade de crédito, ao advento de novas empresas e às ações do Ministério do Trabalho e Emprego no combate à informalidade o crescimento do número de vagas temporárias no comércio.

Regiões

São Paulo lidera o prognóstico otimista quanto às contratações, com 32% das vagas. Já Rio de Janeiro, Rio Grande do Sul e Minas Gerais representam 15%, 11% e 8% dos postos de trabalho, respectivamente.

Quanto ao perfil dos contratados, por sua vez, os homens continuam sendo maioria, com 54% das ocupações. Cerca de 61% dos funcionários terão entre 18 e 39 anos.