Pesquisa

Com salário de R$ 43 mil, CFO brasileiro é segundo mais bem pago do mundo

Mais de 41% destes profissionais têm salários anuais de R$ 510 mil e só ficam atrás dos EUA, onde mais metade dos CFOs recebem essa quantia ou mais

SÃO PAULO – Os CFOs brasileiros (diretores financeiros) são os segundos mais bem pagos do mundo, com mais de 41% destes profissionais que acumulam salários anuais de R$ 510 mil. O País só fica atrás dos Estados Unidos, onde mais metade destes profissionais recebem a mesma quantia ou mais.

Segundo a pesquisa da Michael Page, o aumento salarial dos CFOs brasileiros é alavancado por inúmeros investimentos estrangeiros, que necessitam um gestor financeiro a altura para suprir a demanda.

Para o diretor da consultoria em recrutamento, Ricardo Guedes, o momento para os altos salários irá permanecer, pois há uma previsão de crescimento nos negócios do País. Com a economia aquecida, os setores mais promissores são Tecnologia, Infraestrutura, Energia (Oil&Gás), Varejo e Agronegócios.

PUBLICIDADE

Outros países
Além do Brasil, outros países da américa do Sul, como Colômbia Peru e Chile, também deverão ter melhores remunerações, devido ao crescimento econômico local. Na América do Sul, o percentual equivalente é de 29%, o que coloca o Brasil em um patamar salarial bem acima da média do continente.

Na Europa, porém, o percentual de executivos com remuneração superior a US$ 255 mil anuais não ultrapassa a casa dos 13%. Sinal evidente da crise econômica que assola o continente. A Europa é a única região que concentra 59% dos CFOs com remuneração inferior aos US$ 155 mil anuais, enquanto que nos Estados Unidos é de 23% e na América do Sul 37%.