Com proposta de reajuste de salários, CSN anuncia fim da greve em Volta Redonda

Trabalhadores terão salário corrigido pelo INPC; além de abono de R$ 2 mil, aumento real e elevação do horário de almoço

Aprenda a investir na bolsa

SÃO PAULO – A CSN (Companhia Siderúrgica Nacional) informou nesta quarta-feira (6) o encerramento da greve de seus funcionários em Volta Redonda (RJ). Os empregados da companhia aceitaram a proposta de reajuste da direção da empresa; inferior à reivindicação inicial.

A proposta fechada foi negociada em reunião na DRT (Delegacia Regional do Trabalho) do Rio de Janeiro, com a empresa mantendo a proposta de reajuste salarial oferecida na semana passada. A siderúrgica vai realizar a correção dos salários pelo INPC (Índice Nacional de Preços ao Consumidor), e mais 1,5% de aumento real e abono de R$ 2 mil a ser pago nos próximos três dias.

O aumento no horário de refeição foi a única alteração ao que a direção já havia oferecido aos trabalhadores, sendo a nova implementação a ser realizada até outubro deste ano. Com a ampliação do horário, a companhia terá de contratar mais 400 funcionários para suprir a produção.

Solicitação anterior

Aprenda a investir na bolsa

Os funcionários visavam anteriormente um reajuste pelo INPC, mais 6% de aumento real e 33% de reposição por perdas salariais. De acordo com o sindicato, a adesão à greve chegou a 30% até a última terça-feira, mas a produção diária não seria prejudicada.