Com perfil mais ambicioso, solteiros brasileiros são mais preocupados com a carreira

Pesquisa do Ibope mostra que 73% dos solteiros do País são ambiciosos e querem atingir o topo de suas carreiras

Aprenda a investir na bolsa

SÃO PAULO – Os solteiros são mais ambiciosos com a carreira, constatou pesquisa do Target Group Index, feita pelo Ibope Mídia nas regiões metropolitanas e no interior do Sul e do Sudeste do País.

O levantamento mostra que 73% dos solteiros têm um perfil mais ambicioso com relação à sua profissão. Segundo o Ibope, o principal motivo desse comportamento é que grande parte dos solteiros é jovem, com idade média de 30 anos.

“Temos solteiros com os mais diversos comportamentos e ambições, mas uma coisa permanece comum entre todos eles: o gosto por correr riscos, expresso por um espírito aventureiro que eles afirmam possuir”, afirmaram os pesquisadores no estudo.

Aprenda a investir na bolsa

Os solteiros de São Paulo são os que se preocupam mais com a carreira, pois 70% deles procuram estar sempre atualizados profissionalmente, principalmente com relação às novas ferramentas tecnológicas. Mais da metade deles declarou que está atualizada nesse sentido.

Trabalho
O estudo mostra que 31% da população brasileira com idade acima de 18 anos é formada por solteiros. Desse total, 66% afirmam trabalhar. A maior proporção de solteiros que trabalham pode ser encontrada em Belo Horizonte, onde 71% estão ativos no mercado.

Por outro lado, a pesquisa constatou que o menor percentual de solteiros que atuam no mercado de trabalho está em Salvador (55%). Em São Paulo, 69% deles estão trabalhando, ao passo que no Rio de Janeiro o percentual alcança os 64%.

Em Curitiba, 71% dos solteiros trabalham, em Fortaleza o percentual é de 60%, em Porto Alegre de 69% e no Recife é de 57%.

Formação
De acordo com o Ibope, para alcançar seus objetivos profissionais, os solteiros estudam. Ao todo, 30% deles estão matriculados em alguma instituição de ensino – percentual três vezes maior que a média da população brasileira.

O maior percentual está em Curitiba, onde 39% estão matriculados em alguma instituição de ensino. Na cidade também se encontra o maior percentual daqueles que estão matriculados em mestrado, doutorado, pós-graduação ou MBA, de 11%. Nas outras localidades, os percentuais variam de 3% a 5%.

PUBLICIDADE

Em São Paulo, apesar de os solteiros estarem mais preocupados com a carreira, apenas 25% deles estão em alguma instituição – o menor percentual dentre as regiões metropolitanas analisadas.

A pesquisa mostra que 28% dos solteiros estão em alguma universidade. Considerando a população, essa média é de 16%. “Estudar é uma atividade que aparece de maneira forte, principalmente devido à alta representatividade dos jovens nesse segmento”, dizem os pesquisadores.

Segundo o Ibope, mesmo os solteiros que ainda não ingressaram em um curso superior planejam dar continuidade aos estudos e 50% dos solteiros que não estudam pretendem matricular-se em alguma faculdade.