Com mais de 851 mil vagas, MPEs criaram 67% dos empregos no País

Dado é referente ao primeiro semestre do ano. Somente em junho, as pequenas empresas geraram 160.683 postos

SÃO PAULO – As MPEs (Micro e Pequenas Empresas) foram responsáveis por criar 67% das vagas de emprego no primeiro semestre deste ano. No total, elas geraram 851.310 oportunidades de trabalho. É o que revela um levantamento realizado pelo Sebrae baseado em dados do Caged (Cadastro Geral de Empregados e Desempregados) do MTE (Ministério do Trabalho e Emprego).

De acordo com o Sebrae, a tendência dos pequenos negócios na liderança de geração de emprego ocorre desde 2009, época em que a crise econômica causou demissões. Entre janeiro de 2009 e junho de 2011, as MPEs responderam por 80% dos 4,3 milhões postos de trabalho criados. Somente nos últimos 30 meses, elas empregaram mais de 3,5 milhões de pessoas.

Para o presidente da instituição, Luiz Barretto, os dados são positivos. “Os resultados mostram a representatividade das micro e pequenas empresas no mercado de trabalho, gerando emprego e renda para a população. Temos realizado um trabalho para aumentar também a participação das MPE na economia brasileira, por meio de programas do Sebrae que incentivam a inovação nos pequenos negócios como forma de torná-los mais competitivos”.

PUBLICIDADE

Junho
O levantamento também avaliou a geração de emprego apresentada no mês anterior. Em junho, dos 215.393 empregos criados no mês passado, 160.683 estão nas MPEs, ou seja, 74,6%. Na comparação com o sexto mês de 2010, houve um crescimento de 5%.

Na análise entre os setores, agropecuária e de serviços foram os destaques entre os que mais empregaram, chegando a 34,9% e 24,9%, respectivamente. Em seguida, aparecem a construção civil, responsável por 14,2% dos empregos, e o comércio, com 13,9%.

A indústria de transformação responde por 10,5% das vagas. Já a indústria extrativa mineral, os serviços de utilidade pública e a administração pública empregaram 1,6%.