Com mais de 27 milhões de empregos formais, País cria menos vagas em outubro

Em outubro foram criadas 129.795 vagas formais no Brasil, resultado 26,55% inferior com relação a setembro deste ano

Aprenda a investir na bolsa

SÃO PAULO – Em outubro, foram criadas 129.795 vagas de emprego com carteira assinada no Brasil, resultado inferior em 26,55% com relação a setembro deste ano, quando 176.735 novos postos foram abertos.

Segundo informações do Cadastro Geral de Empregados e Desempregados (Caged), do Ministério do Trabalho e Emprego, divulgado nesta quinta-feira (23), até o final de outubro havia no país 27,5 milhões de trabalhadores com carteira assinada.

Nos primeiros dez meses do ano, 1.513.600 novos postos de trabalho foram criados em todo o País, enquanto no mesmo período do ano passado 1.526.869 vagas haviam sido geradas.

Setores da economia

Aprenda a investir na bolsa

No décimo mês do ano, o setor de Serviços teve destaque e respondeu pela geração de 55.776 postos de trabalho. O Comércio gerou 55.638 empregos no mesmo período.

A Construção Civil, por sua vez, gerou 723 postos. Já a Indústria de Transformação assinou 45.802 carteiras de trabalho.

A sazonalidade associada à entressafra no Centro-Sul do País fez com que a Agricultura fosse, mais uma vez, o único setor a demitir no período, com queda de 29.219 vagas.

Análise regional

A pesquisa revela, ainda, que a maior elevação no nível de emprego ocorreu na região Sudeste (52.430 postos) e na região Sul (36.992 empregos). Em seguida, vêm o Nordeste (28.706), Centro-Oeste (6.053) e Norte (5.614).

Os Estados brasileiros que apresentaram os melhores desempenhos em agosto foram: São Paulo (46.531 postos), Santa Catarina (13.486 vagas) e Rio de Janeiro (12.817 empregos).