Com boa liderança, funcionários são mais felizes

Segundo pesquisa realizada por jornal americano, trabalhadores que se relacionam bem com chefia encontram prazer na vida profissional

SÃO PAULO – Quanto melhor a relação com os chefes, mais os funcionários tendem a se comprometer com as tarefas. A conclusão faz parte de pesquisa realizada pelo jornal americano Gallup Management Journal no final de 2006.

Segundo a pesquisa, que envolveu trabalhadores norte-americanos, 77% dos funcionários engajados apontaram os supervisores como responsáveis por seu bem-estar e envolvimento.

Para 45% dos que se comprometem com o trabalho, boa parte de sua felicidade vem da vida profissional, contra 19% dos desengajados e 8% dos ativamente desengajados.

Lidando com a pressão

PUBLICIDADE

“Por felicidade no trabalho devemos entender a obtenção freqüente de momentos de prazer e alegria dentro do universo de pressão que caracteriza o ambiente corporativo”, afirma o especialista em comportamento humano Carlos Hilsdorf.

Nesse sentido, o papel da liderança é fundamental para se conquistar um bom ambiente profissional. “Um bom líder torna o trabalho uma fonte de prazer e de realização profissional e pessoal”, explica Hilsdorf.

Empresas que compreendem a relação entre estresse do trabalhador e seu bem-estar pode ajudá-lo a lidar melhor com situações críticas e a saber conciliar carreira e vida pessoal. Conseqüentemente, aumentam a produtividade e o comprometimento. “Cabe às lideranças o papel estratégico de estabelecer o clima e atmosfera necessária para que ocorram mudanças organizacionais, buscando eliminar todas as barreiras que fortalecem a resistência à mudança”, completa o especialista.