Coaching já pode ser feito pela internet!

Com recursos de vídeo e som, profissional não tem mais obstáculos de distância e falta de tempo para identificar suas competências

SÃO PAULO – Criado para desenvolver competências em cada membro de uma equipe, destacar individualmente o “seu melhor” e para trazer resultados positivos ao grupo, o coaching ganhou agora uma versão virtual.

A prática é uma forma de aprendizado, com a qual o funcionário reconhece seu espírito de liderança, auto-confiança, iniciativa e comunicação. De acordo com a consultora e especialista em psicologia organizacional, Carla Zanna, os profissionais estavam sem tempo nem mobilidade de desenvolver estes pontos e, por isso, foi criada a versão na web.

Facilidades

Para o profissional, a principal vantagem é ter a internet à sua disposição para que possa trabalhar seu processo de desenvolvimento. Assim, viagens de negócio, distância, mudança de país e outros obstáculos podem ser eliminados.

PUBLICIDADE

“A virtualidade permite que profissionais de outros países possam ser atendidos por um coach (técnico em inglês) no Brasil. Pode ser criado um sistema de monitoramento capaz de acompanhar todo histórico do profissional. Com isso, ele terá a visão completa de sua carreira e as respectivas etapas de crescimento”, disse Carla.

Como funciona?

Quando o coaching não puder ser feito presencialmente, aplica-se a versão virtual, que pode ser realizada parcialmente ou completamente.

A metodologia usada é a mesma do modelo presencial, com identificação de demanda, estabelecimento de contato e vínculo, identificação de perfil, ampliação do nível de consciência e implementação de um plano de desenvolvimento e de metas.

No computador, basta que o profissional tenha acesso à webcam e microfone para poder realizar o coaching virtual. “Em geral, são utilizados canais que já são conhecidos pela maioria dos usuários, como por exemplo, sistemas próprios desenvolvidos para isa da empresa”, explicou Carla.

Vínculo

O coaching costuma ser promovido por profissionais da área de Recursos Humanos, muitas vezes contratados como consultores para esta finalidade. Para que a prática virtual seja realmente vantajosa, o profissional precisa estabelecer um vínculo com este consultor e, por isso, é indicado um encontro presencial.