RADAR INFOMONEY Privatização de refinarias da Petrobras é julgada pelo STF; entenda o que está em jogo

Privatização de refinarias da Petrobras é julgada pelo STF; entenda o que está em jogo

CNI registra melhora dos indicadores industriais brasileiros em outubro

Aumento nos números mostram que a atividade industrial apresenta recuperação sustentável, diz confederação

SÃO PAULO – A CNI (Confederação Nacional da Indústria) divulgou nesta segunda-feira (7) os indicadores industriais referentes ao mês de outubro. De acordo com o relatório, os números mostram que a atividade industrial apresenta recuperação sustentável.

Os indicadores de faturamento real da indústria de transformação apresentaram crescimento de 2,4% entre setembro e outubro. Porém, se “não fosse a valorização de 4,5% do real nesse período – a sétima valorização mensal seguida – o faturamento teria registrado crescimento ainda maior”. Na comparação sem os efeitos sazonais, a alta do faturamento fica em 1,8%. Com o dado, o faturamento cresceu em sete dos dez primeiros meses de 2009.

“Mesmo com a maior sinergia das variáveis em torno da recuperação da atividade industrial, a superação total da crise – ou seja, o alcance do indicador registrado em setembro de 2008 – só ocorrerá no primeiro semestre de 2010”, analisa a confederação.

PUBLICIDADE

Comparativamente ao mesmo mês do ano anterior, o faturamento caiu em 15 setores industriais – três a mais do que em setembro. “Dos setores em retração do faturamento, os destaques foram Madeira (-32,8%) e Material eletrônico e de comunicação (-24,8%). Do lado positivo, dos quatro setores que aumentaram o faturamento em outubro, o setor de Outros equipamentos de transporte foi o que mais se destacou (13,9%)”.

UCI

A CNI também anunciou o aumento gradual da UCI (Utilização da Capacidade Instalada). Em outubro, o indicador atingiu 82,5 %, ao subir 0,8 ponto percentual na versão sazonalizada e 0,4 ponto percentual na sem efeitos sazonais, ambas ante setembro.

“Cabe ressaltar que o crescimento da UCI ocorre de forma gradual, com claros sinais de retomada nos investimentos, o que afasta qualquer pressão de oferta no médio prazo”, diz o relatório.

Comparativamente ao mesmo mês do ano anterior, a UCI registrou queda em 15 setores industriais em outubro – quadro semelhando ao de setembro. O destaque com a maior queda da UCI veio do setor de Refino e álcool (de 1,2 p.p. para – 0,5 p.p.).

Emprego Industrial

Ainda segundo a análise, outubro foi um mês positivo para o emprego industrial. Após oito meses de queda, “o emprego retoma um padrão de crescimento sustentável, ao registrar expansão nos últimos quatro meses”, comenta a CNI.

Na comparação com setembro de 2009, o nível de emprego da indústria cresceu 0,6% em outubro. Porém, relação ao mesmo mês de 2008, o emprego registrou queda de 3,5%.

Em recuperação

A CNI registrou melhora do número de horas trabalhadas em outubro. O indicador dessazonalizado cresceu 1,4% no décimo mês do ano. “Este é o primeiro mês, desde junho de 2008, em que as horas trabalhadas registraram expansão em ritmo acima de 1,0%. Esse desempenho ocorreu após um acréscimo de 0,5% em setembro, o que pode apontar uma trajetória mais consistente de recuperação”, comentam.

Segundo o CNI, pelo segundo mês seguido a massa salarial se recupera. O indicador cresceu 1,7% em outubro em relação a setembro, porém caiu 0,6% na comparação com o mesmo mês do ano passado.