CNI: consumo das famílias deve subir 0,7% em 2009, ante alta de 5,4% em 2008

Já a massa salarial deve ter um aumento entre 1% e 2%, diante de um desemprego próximo à taxa de 9%

Aprenda a investir na bolsa

SÃO PAULO – A CNI (Confederação Nacional da Indústria) alterou a expectativa sobre o consumo das famílias brasileiras. Em março deste ano, esperava-se uma retração de 0,9%, mas agora a previsão é de aumento de 0,7%, de acordo com dados divulgados nesta quinta-feira (25) em Informe Conjuntural.

“O consumo das famílias cresceu 0,7% no primeiro trimestre deste ano, comparativamente ao trimestre anterior. Apesar de ter perdido ritmo de crescimento nos últimos meses, a massa salarial ainda continua em expansão, o que, somado à recomposição gradual do crédito, possibilitará um crescimento de 0,7% do consumo das famílias em 2009”.

No ano passado, o consumo das famílias cresceu 5,4% e, em 2007, 6,3%.

Rendimentos reais

Aprenda a investir na bolsa

A perda de dinamismo no crescimento do emprego deve refletir em menores ganhos da renda real média do trabalhador. De acordo com a CNI, a taxa de desemprego deve se manter próxima a 9% nos próximos meses. “A deterioração do mercado de trabalho também é espelhada nos menores ganhos do rendimento do trabalhador”.

Em março, a massa salarial cresceu 3,2% na comparação com o mês anterior. Porém, a confederação espera um aumento de 1% a 2% para a massa salarial deste ano.