Classe média representa 74% dos usuários do metrô na cidade de São Paulo

Os usuários habituais, aqueles que utilizam o metrô três ou mais vezes por semana, representam 89% dos usuários

SÃO PAULO – Usuários da classe média são maioria nos metrôs de São Paulo. Elas representam 74% dos usuários e têm renda familiar média de R$ 3.112,50 e renda individual de R$ 1.452,50. É o que aponta a pesquisa “Caracterização socioeconômica dos usuários e seus hábitos de viagem”, realizada pela gerência de Operações do Metrô.

Ainda de acordo com os dados, 56% dos entrevistados possuíam renda familiar entre 1.245 e R$ 4.565. Já o percentual dos que recebem mais de 15 salários mínimos caiu de 13% para 10%.

A classe média baixa representa 37% dos usuários do metrô e utiliza mais o meio de transporte por causa do trabalho. Nos finais de semana, esse grupo também é maior pelo mesmo motivo.

Outros dados

PUBLICIDADE

Entre os entrevistados, 71% estão empregados, sendo que as pessoas com faixa etária de 18 a 34 anos representam a maioria destes passageiros (59%).

Os usuários habituais (aqueles que utilizam o metrô três ou mais vezes por semana) correspondem a 89% dos usuários. Neste grupo, o principal motivo das viagens é o trabalho (68%). O metrô também é utilizado por 73% dos passageiros para se integrar a outros meios de transporte.

Mulheres

Entre 1997 e 2003, os homens eram maioria no metrô. Em 2005 e 2006, o número de homens e mulheres se igualaram. Hoje, o sexo feminino é predominante.

Entre o ano de 2006 e 2008, o número de mulheres aumentou de 50% para 54% do total de passageiros.

O aumento do percentual pode ser explicado pelo fato de o metrô estar próximo a uma área de influência na qual se sobressai o setor de serviços, em que há mais mulheres.

Além disso, as mulheres fazem mais integração com micro-ônibus/lotação do que os homens e viajam mais de metrô por questão de saúde.

Região

Veja abaixo o percentual de usuários de cada região:

  • Os moradores da Zona Leste são os que mais utilizam o metrô, totalizando 29%. Os moradores da Zona Sul vêm em segundo lugar (25%), seguidos dos da Grande São Paulo (20%).
  • Dos usuários da Zona Sul, 30% ficam na mesma região, 19% vão para o centro expandido e 18%, para a Grande São Paulo.
  • Do centro expandido, 26% das viagens são para a Zona Leste, 24%, para a Zona Sul, e 17%, para a Grande São Paulo.
  • Na Zona Leste, 24% dos usuários do metrô vão para o centro de São Paulo, 24% para o centro expandido e 14% para a Zona Oeste.
  • Da Zona Norte, 16% tem como destino o centro, 10%, o centro expandido, e 9%, a Zona Sul.