Ranking

Cidades brasileiras caem em ranking das mais caras do mundo para expatriados

São Paulo, Brasília e Rio de Janeiro caíram na lista pela desvalorização do real, que 'compensou' o aumento da inflação

SÃO PAULO – O Rio de Janeiro, São Paulo e Brasília caíram em ranking das cidades mais caras do mundo para os expatriados, segundo um levantamento feito pela ECA International. No topo do ranking, aparecem Oslo, da Noruega, Luanda, da Angola, Stavanger, Noruega, e Juba, do Sudão do Sul.

O levantamento mostra que a desvalorização do real, em relação das principais moedas, ‘mais que compensou o aumento de 6% da inflação do total de itens da cesta dos expatriados. Apesar de cair 20 posições em relação ao ano passado, o Rio de Janeiro continua entre as cidades mais caras das Américas, em 4º lugar, perdendo apenas para Caracas, Venezuela, Manhattan, Estados Unidos, e Vancouver, no Canadá.

Entre as três cidades brasileiras citadas no ranking, Brasília teve a maior queda, caindo da 47ª posição para 77ª. São Paulo também passou da 37ª para 65ª em um ano.

PUBLICIDADE

No ranking geral, pela primeira vez nos últimos três anos, Tóquio não é mais a cidade mais cara para expatriados e aparece na sexta posição. A cidade foi passada para trás por Oslo, capital da Noruega.

Segundo a consultoria, o custo de vida para expatriados é afetado pela inflação, disponibilidade de bens e taxas de câmbio, itens que podem impactar sobre os pacotes de remuneração. Confira abaixo as 10 cidades mais caras listadas pela ECA International:

10 cidades mais caras do mundo para expatriados
PosiçãoCidades
1Oslo (Noruega)
2Luanda (Angola)
3Stavanger (Noruega)
4Juba (Sudão do Sul)
5Moscou (Rússia)
6Tóquio (Japão)
7Zurich (Suíça)
8Genebra (Suíça)
9Basel (Suíça)
10Berna (Suíça)
10 cidade mais caras das Amércias
PosiçãoCidades
*ECA International
1Caracas (Venezuela)
2Manhattan (EUA)
3Vancouver (Canadá)
4Rio de Janeiro (Brasil)
5Honolulu (Havaí)
6Nova York (EUA)
7Otawa (Canadá)
8Porto Príncipe (Haiti)
9Toronto (Canadá)
10Buenos Aires (Argentina)