Certificações de profissionais do mercado financeiro já superam as de 2009

Até setembro, certificações somaram 26.395 casos, enquanto que em todo o ano de 2009 elas totalizaram 22.589

SÃO PAULO – O número de profissionais certificados pela Anbima (Associação Brasileira das Entidades dos Mercados Financeiro e de Capitais) entre janeiro e setembro deste ano supera em 16,85% o total do ano passado.

Nos primeiros nove meses deste ano, 26.395 profissionais receberam a certificação, ao passo que em 2009, 22.589 conseguiram o documento. Considerando os nove primeiros meses do ano passado, o aumento no número de certificações é de 41%.

Segundo o gerente de Certificação da Anbima, Ricardo Nardini, o aumento no número de certificações deve-se, sobretudo, ao fato de as instituições financeiras incluírem a certificação em seus planos de carreira, fazendo com que profissionais que não precisam da certificação para desempenhar sua função queiram tê-la. “Acaba se tornando uma qualificação profissional”, diz.

PUBLICIDADE

Contudo, para o próximo ano, a associação espera uma queda no número de profissionais certificados. “Muitas instituições já têm mais de 50% de seu quadro de funcionários certificado”, explica Nardini.

As certificações são obrigatórias para quem atua na comercialização de produtos financeiros em instituições financeiras. Contudo, qualquer profissional pode fazer a prova para conseguir. Segundo Nardini, a certificação documenta os conhecimentos do profissional sobre o mercado financeiro e de capitais, como suas características, produtos e código de ética.

Ampliando possibilidades no mercado
Para quem já atua em instituições financeiras, as certificações da Anbima podem ser um diferencial. “Com a certificação, aumentam as chances de crescimento desses profissionais”, afirma Nardini. “Muita gente faz a prova até para conseguir emprego”.

De modo geral, existem quatro tipos de certificações, mas as principais são a CPA-10, destinada a profissionais que comercializam produtos de investimento em agência bancárias, e a CPA-20, destinada a profissionais que comercializam esses produtos a investidores qualificados, como grandes empresas, por exemplo.

Há ainda a CGA (Certificação de Gestores), destinado àqueles que desempenham atividades de gestão remunerada de recursos de terceiros, possuindo poderes para tomar decisões de investimento; e a CEA (Certificação Especialista de Investimento), destinada a profissionais que assessoram decisões de investimento, e que atuam em agências bancárias ou plataformas de atendimento a clientes.

Provas
Para conseguir as certificações, é preciso fazer uma prova. As inscrições podem ser feitas via internet e os exames podem ser realizados em qualquer dia da semana, em horário agendado pelo próprio profissional.

O aumento do número de locais que disponibilizam a prova também é um fator considerado importante por Nardini. Para se ter uma ideia, neste ano, foram implantados dois novos locais fixos (em São Paulo e no Rio de Janeiro) e outros cinco locais temporários estão funcionando em Rio Branco (Acre), Aracaju (Sergipe), Macapá (Amapá), Maceió (Alagoas) e Porto Velho (Rondônia).