Centrais sindicais discutem nesta quarta aumento para aposentados e servidores

Além disso, centrais devem levar à discussão, a isenção no imposto de renda para participação nos lucros e resultados

SÃO PAULO – Representantes da Força Sindical, CUT, UGT, CTB, CGBT e Nova Central devem se reunir nesta quarta-feira (14) para discutir aumento para aposentados que ganham valores acima do piso nacional, fim do fator previdenciário e reajuste salarial para os servidores públicos e queda nas taxas de juros.

Também deve ser discutido com a presidente Dilma Rousseff e o secretário-geral da presidência, Gilberto Carvalho, a isenção do imposto de renda para PLR (Participação dos Lucros e Resultados) e abono salarial.

Reivindicações
De acordo com o presidente da Força Sindical, Paulo Pereira da Silva, a isenção do pagamento do imposto de renda na participação dos lucros é uma forma de distribuir renda e fomentar o mercado interno. “A desoneração pode garantir cerca de R$ 1,8 bilhão no bolso dos trabalhadores, garantindo mais consumo e produção”, explica.

PUBLICIDADE

Segundo Silva, a intenção é lutar contra o achatamento dos benefícios. “Vou cobrar o governo da necessidade de reajustar as aposentadorias de quem ganha acima do sala rio mínimo. Não podemos mais permitir esta política de achatamento de benefícios”, comenta.