Casos de empresários de sucesso sem formação são pontuais; diploma é essencial

Cursar faculdade constitui um diferencial e vantagens vão além do currículo ou do que será aprendido nas aulas

SÃO PAULO – É verdade que nem o terceiro homem mais rico do mundo, o co-fundador da Microsoft, Bill Gates, nem o co-fundador da Apple Inc, da NeXT e do estúdio Pixar, Steve Jobs, que, por sinal, é considerado o homem mais poderoso do mundo, terminaram a faculdade.

Ao contrário do que muitos pensam, no entanto, o diploma continua sendo essencial. “Histórias de milionários sem diploma são pontuais, casos isolados. É mais comum ouvir falar de pessoas bem-sucedidas que cursaram uma faculdade”, explica o diretor da Catho, Constantino Cavalheiro.

“O fato de não ir bem na faculdade, ou mesmo não cursar uma, não significa que o profissional será bem-sucedido. No entanto, quem cursa graduação tem chance de avançar mais rapidamente na direção de seus objetivos, mesmo sem uma idéia brilhante, como é o caso de Bill Gates e Steve Jobs”, acrescenta.

Faculdade continua sendo diferencial

PUBLICIDADE

Segundo o diretor da Catho, faculdade é diferencial, mas não somente por conta do currículo ou do que será aprendido nas aulas. “Na graduação, desenvolve-se habilidades e competências, como disciplina, espírito de equipe, liderança e capacidade de planejamento”. Por isso, a recomendação é aproveitar ao máximo o curso.

“Nos países desenvolvidos, existe uma grande preocupação em formar profissionais mais capacitados, experientes e com boa formação. São pré-requisitos para que a empresa contratante cresça. No Brasil, não é diferente. Estamos caminhando para a mesma direção”.