Carreiras: veja dicas de especialista sobre carreiras que se deve investir

Bom momento da economia brasileira vai demandar mais engenheiros e profissionais com formação técnica

SÃO PAULO – Mais do que se certificar que a carreira profissional escolhida se encaixa com o perfil da pessoa, é necessário avaliar qual é o momento e a situação da profissão escolhida. No atual momento do Brasil, você sabe quais as carreiras que valem a pena investir?

Para o consultor empresarial da Caput Consultoria, Wellington Moreira, é o caso da medicina, odontologia, direito, pedagogia, administração, economia e engenharia. O que favorece os profissionais de tais áreas é “o contexto favorável de desenvolvimento econômico do país combinado com grandes eventos esportivos”, explica Moreira.

Precisa-se de engenheiros
No caso da engenharia, o consultor destaca estudo realizado pela CNI (Confederação Nacional da Indústria), em parceria com o Confea (Conselho Federal de Engenharia, Arquitetura e Agronomia) responsável por sinalizar que “os investimentos no setor mineral; o intenso crescimento da indústria alimentícia; as obras de infraestrutura espalhadas pelo Brasil; a necessidade permanente de inovação tecnológica; e as exigências de um desenvolvimento ecologicamente sustentável requerem um número de engenheiros superior à mão de obra existente”.

PUBLICIDADE

Acompanhando o aumento da demanda por engenheiros, as áreas mais técnicas também vão demandar mais profissionais. “As oportunidades para profissionais técnicos e tecnólogos deverão continuar em alta”, acredita Moreira.

O que acontece é que se a perspectiva aponta para um aumento na demanda por engenheiros será preciso técnicos preparados para executarem o trabalho no canteiro de obras e nas unidades operacionais das fábricas. O mercada de beleza e estética também deverão demandar mais técnicos e tecnólogos.

Interdisciplinaridade
Falando das áreas que formam profissionais da saúde, a tendência, segundo Moreira, é a interdisciplinaridade “Formados em medicina, enfermagem e odontologia deverão somar ao seu portfólio especializações em diferentes áreas, como química, engenharia e física, dentro do novo paradigma médico”, diz Moreira.

Vida toda?
Segundo o consultor, no dinâmico mercado moderno, as carreiras já não são mais como eram antigamente, ou seja, para vida toda. “Atualmente ninguém mais pode se dar ao luxo de estabelecer um casamento para a vida toda com a sua profissão de origem”, diz Moreira. Justamente por isso, é preciso estar atento ao momento da profissão, além de simplesmente ver se ela se encaixa ao seu perfil.