Carreira: separar contatos por categorias ajuda a dar a devida atenção a eles!

Presidente da Curriculum.com.br divide contatos em seis grupos, de amigos a indesejados, e orienta como lidar com eles

Aprenda a investir na bolsa

SÃO PAULO – Quem mantém uma rede de contatos profissional sempre se depara com um problema: como dar a devida atenção a cada pessoa? Para quem tem esta dificuldade, o presidente da Curriculum.com.br, Marcelo Abrileri, orienta que se divida os contatos por grupos, num total de seis.

O primeiro deles é de amigos, formado por parentes e pessoas mais próximas. Nesta categoria, estão seus melhores e principais contatos. Por isso, é importante que se mantenha em constante contato pessoal com eles, seja por meio de almoços, passeios, telefonemas ou happy hours.

Em seguida, estão os relacionamentos constantes, ou pessoas que fazem parte de seu trabalho, de sua faculdade e os vizinhos. Como o convívio pode ser diário com estas pessoas, a dica para se dar bem são: nada de fazer fofoca e falar mal pelas costas! Seja colaborativo e agradável!

Mais um contato

Aprenda a investir na bolsa

Aquelas pessoas que você já conversou alguma vez são os contatos novos. Esta categoria é a mais importante para a expansão de seu networking. Para se aproximar mais da pessoa, pode marcar um encontro pessoal.

Na categoria dos distantes estão as pessoas a quem você já foi apresentado e interagiu, mas não teve a oportunidade de conhecer melhor. Para reforçar o contato, é possível mandar um e-mail ou fazer um telefonema.

Com o passar do tempo, seja pela correria do dia-a-dia ou pela falta de esforço, alguns contatos são deixados para trás. Neste caso, procure retomar o contato, sem forçar a amizade, parecendo falso. E-mails e telefonemas são as melhores ferramentas em uma situação como esta.

A última categoria é a dos indesejados, aquelas pessoas que você faz questão de manter distância, talvez porque não tenha afinidade. Tenha atenção redobrada no tratamento com elas, pois pode prejudicar a sua imagem.

O que fazer e não fazer

Sempre se lembre das datas que são importantes para seus contatos, seja agradável e compreensível. Quanto ao que não se deve fazer, Abrileri listou algumas atitudes:

  • Ser inconveniente ou forçar a barra;
  • Forçar uma intimidade que não existe;
  • Enxergar suas necessidades como uma obrigação para manter contatos;
  • Mentir ou agir com falsidade: mantenha isso como um valor seu;
  • Ser político no sentido pejorativo da palavra;
  • Ser falso ou agir de modo interesseiro.