Carreira: mudar de emprego com freqüência pode assustar contratante

Buscar novas experiências é natural, mas "pular" de empresa em empresa no curto prazo não deve se tornar um hábito

Aprenda a investir na bolsa

SÃO PAULO – Quando o assunto é procurar uma boa colocação, é importante que o profissional esteja, primeiro, ciente de uma realidade: as características que compõem o perfil do candidato ideal são várias, mas entre elas destaca-se uma bastante decisiva: o tempo de permanência em cada emprego anterior.

Diante da alta competitividade no mercado corporativo, é natural que as empresas, sobretudo as de menor porte, procurem por profissionais nos quais possam confiar para valer. Afinal, a contratação é uma aposta alta, que implica em vários custos e medidas, além de toda uma estrutura envolvida para receber o novo funcionário, como treinamento e aquisição de máquinas, por exemplo.

Defina seu foco

Por estas e outras, cabe a você, como candidato, conquistar esta confiança. Caso tenha em seu currículo uma grande lista de empregos anteriores, procure organizar sua experiência profissional, listando os itens de maior relevância. Antes de sair à procura de uma oportunidade, procure analisar qual o seu foco. Você sabe realmente o que quer? Quais são suas metas?

Aprenda a investir na bolsa

É fundamental que você tenha estas respostas em mente, porque sem dúvida nenhuma o selecionador lhe questionará sobre isto. Ele precisa saber o que você pretende profissionalmente e por que tem passado por tantas experiências distintas.

Não “venda” o que você não é

Seja o mais franco possível em sua entrevista de emprego. Isso não fará com que você perca a oportunidade; pelo contrário, encontrará aquela que realmente se ajustará aos seus objetivos. Não adiantará nada “vender” uma imagem que não seja condizente ao seu perfil. Mais cedo ou mais tarde a empresa contratante perceberá que tomou a decisão errada ao incluí-lo no quadro de funcionários.

Durante a entrevista de emprego, é importante que você apure mais informações sobre a vaga. Tenha sensibilidade suficiente para perceber se você se enquadra ao que estão procurando. A idéia de se “moldar” a uma falsa realidade, na maioria dos casos, apenas antecipa um resultado negativo em um novo emprego.

Afinal, a empresa depositará em você muita expectativa, pensando ter encontrado “O Profissional”. Por esta razão, não finja ser algo que não é. Mostre o que você sabe, o que não sabe e tudo o que pretende realizar. Talvez aí esteja a razão para suas constantes mudanças de emprego. Você realmente se ajustava às vagas?