Carreira: março mostra sinais de recuperação do mercado de trabalho

"Tendência é de que mercado se estabilize e cenário positivo se mantenha nos próximos meses", diz presidente da Ricardo Xavier

SÃO PAULO – O mês de março apresentou sinais de recuperação no mercado de trabalho. O empresariado se mostrou mais disposto a contratar.

O surgimento de novas vagas no País, no terceiro mês do ano, aponta que, pouco a pouco, o Brasil vem superando a crise financeira mundial. A onda de demissões dos meses anteriores já dá lugar a novas oportunidades.

“A tendência é de que o mercado de trabalho se estabilize e esse cenário positivo se mantenha nos próximos meses. As empresas estão mais otimistas e usando a crise como fator de crescimento”, afirmou o presidente da Ricardo Xavier Recursos Humanos, Hélio Terra.

Dados comprovam

PUBLICIDADE

Estudo mensal realizado pela Ricardo Xavier mostrou que as contratações cresceram 24,62% no mês de março, na comparação com o mês anterior, quando o número de novas posições havia caído 9,47%.

O aumento no número de vagas é reflexo também do aquecimento de alguns setores, como o automotivo, que se beneficiou com a prorrogação da redução da cobrança do IPI (Imposto sobre Produtos Industrializados). “Isso teve efeito imediato na produção automobilística. Por isso, algumas montadoras tiveram até de convocar os funcionários para fazer hora extra”, ponderou Terra.

Ele disse que, além de impulsionar a retomada das montadoras, a redução do IPI teve efeito positivo na indústria de modo geral. Setores como o siderúrgico, de plástico e de tintas, puxados pela alta nas vendas de automóveis, também recuperaram parte das atividades.

Áreas, profissões

As áreas que mais se destacaram no mês de março foram a Comercial, com 13% das posições, Administrativa (11%), Financeira (10%), Engenharia (7%) e Tecnologia da Informação (4%). O restante das vagas se dividiu em área Industrial (3%), Jurídica (3%), de Logística (3%), Marketing (3%), Suprimentos (2%), Saúde (2%) e outros (40%).

Confira abaixo as graduações mais solicitadas:

  1. Engenharia;
  2. Administração;
  3. Ciências Contábeis;
  4. Economia;
  5. Tecnologia da Informação;
  6. Propaganda, Publicidade e Marketing;
  7. Psicologia;
  8. Secretariado Executivo;
  9. Química;
  10. Análise de sistema.

Região

A pesquisa foi realizada na Região Metropolitana de São Paulo (SP) e Campinas (SP), Rio de Janeiro (RJ), Belo Horizonte (MG), Curitiba (PR), Porto Alegre (RS) e Salvador (BA).

Dentre elas, as que mais abriram vagas em março foram Rio e São Paulo, com 23% cada; Campinas, Curitiba e Salvador, com 14% cada; Belo Horizonte (8%) e Porto Alegre (5%).