Carreira internacional? Seleção da ONU pode ser a oportunidade

Programa encerra inscrições em 10 de setembro; profissionalismo e respeito à diversidade são características valorizadas

arrow_forwardMais sobre

SÃO PAULO – Quem pretende seguir uma carreira internacional pode ter no Programa Jovens Profissionais da ONU (Organização das Nações Unidas) uma oportunidade para começar.

O programa, cujas inscrições encerram-se em 10 de setembro, está selecionando profissionais para atuar nas áreas de administração, assuntos humanitários, comunicação e estatística, sendo que o salário inicial pode superar os US$ 59 mil anuais, pagos em Nova York, dependendo do custo de vida do país onde o selecionado for morar.

Dentre as características valorizadas pelo Órgão estão integridade, profissionalismo e respeito à diversidade.

PUBLICIDADE

Quem pode participar?
Segundo informações da Organização, podem se inscrever no programa profissionais nascidos nos países selecionados para o exame deste ano, entre eles, Brasil, Angola, Guiné-Bissau, Moçambique e Portugal.

O candidato deve ter diploma de graduação na carreira desejada, experiência mínima de dois anos, fluência em inglês ou francês, e ter até 32 anos completos em 31 de dezembro deste ano.

Caso a pessoa seja selecionada, o local de trabalho será em uma das sedes da Organização, o que não inclui o Brasil.

Prova
As inscrições para o Programa podem ser feitas no site da entidade (www.onu.org.br), sendo que as provas acontecem em 7 de dezembro.

O processo seletivo compreende dois testes: um de conhecimentos gerais, que deve ser feito em inglês ou francês; e outro específico para a carreira desejada, que pode ser respondido em qualquer um dos idiomas oficiais da ONU (inglês, francês, espanhol, russo, chinês e árabe).

Após esta fase, o candidato selecionado passará ainda por um teste oral, cuja data será divulgada no site da entidade.

PUBLICIDADE

A ONU esclarece que só são convocados para a primeira fase do processo os 40 melhores currículos recebidos.

Vale a pena?
Na opinião do sócio-diretor da consultoria Vallua, Lucas Copelli, em tempos de globalização, a experiência de uma carreira internacional traz como vantagem a oportunidade de lidar com a diversidade cultural e de ampliar a rede de relacionamentos. Além disso, ressalta ele, este é um período que ajuda a desenvolver características importantes para quem quer ocupar altas posições na carreira.

“Fora da sua zona de conforto, o profissional desenvolve o idioma, aprende a ser flexível e adquire capacidade de adaptação aos diferentes cenários, características essenciais para executivos de altas posições nas empresas”, diz Copelli.

Por outro lado, lembra, é importante levar em consideração a expectativa da família e ter em mente os desafios que irá encontrar no momento de regresso ao Brasil.