Carreira: 86,2% das empresas acreditam que trabalho feminino evoluiu

Ao serem questionadas sobre se as mulheres teriam a possibilidade de serem promovidas, 88,8% responderam que sim

Aprenda a investir na bolsa

SÃO PAULO – As mulheres evoluíram no mercado de trabalho. É o que aponta um levantamento realizado pela Curriculum, em que 86,2% das empresas entrevistadas disseram que elas melhoraram seu desempenho profissional nos últimos anos.

Para 98,4% das empresas, essas profissionais têm um papel importante nas organizações e 98,5% consideram o nível de desempenho feminino de bom a excelente. Ao serem questionadas sobre se as mulheres teriam a possibilidade de ser promovidas, 88,8% responderam que sim. A pesquisa foi feita com 1,2 mil empresas. 

“Elas têm conquistado uma posição importante e estratégica nas companhias e têm se tornado indispensáveis para alguns cargos”, declarou o presidente da Curriculum, Marcelo Abrileri.

Aprenda a investir na bolsa

Preconceito contra as mulheres
O estudo abordou ainda o preconceito em relação às mulheres. A maioria das empresas (53,2%) afirmou que ele não existe em seu ambiente corporativo. No entanto, 37,6% responderam que, apesar de pouco, ele ainda existe. E dos que acreditam que o preconceito ainda existe, 36,4% afirmaram que ele se manifesta por meio dos salários inferiores.

Além da remuneração, os entrevistados disseram ainda que tratamento diferenciado, menos desafios e discriminação por maternidade são demonstrações de preconceito que acontecem nas empresas.

Em relação à gravidez, 46% das empresas declaram que houve equilíbrio entre a vida profissional e pessoal das funcionárias nos últimos anos. Quanto às demissões posteriores às gestações, 74,9% afirmaram que não ocorreram, enquanto 17,4% disseram que houve demissão, mas o motivo não estava relacionado à gravidez. Apenas 7,8% disseram que houve demissão posterior relacionada com a maternidade.