Cargos de presidência ainda estão distantes das mulheres

Estudo mostra que apenas 10% das trabalhadoras da América Latina chegam a esses postos. Por isso, empresas apostam em medidas de incentivo

Aprenda a investir na bolsa

SÃO PAULO – Em um mercado tradicionalmente dominado por homens, o dos postos gerenciais de negócios, as mulheres já somam de 25% a 35% da força de trabalho na América Latina. Apesar disso, apenas 10% alcançam cargos de presidente ou vice-presidente coorporativos.

A constatação, feita após pesquisa do UPS Latin American Business Monitor, mostrou um fator de estímulo ao cenário: cerca de 60% de executivos de pequenas e médias empresas da região trabalham de forma a promover empregadas a postos de maior responsabilidade.

Medidas

Conforme o levantamento, 40% das MPEs oferecem horários mais flexíveis, enquanto 39% lançam mão da capacitação e desenvolvimento especial para funcionárias que retornam ao trabalho após a licença maternidade.

Aprenda a investir na bolsa

“Mesmo assim ainda pode-se fazer muito mais para promover a posição das mulheres no mundo dos negócios”, afirmou a diretora executiva da Câmara do Comércio do México nos Estados Unidos, Elba Hentschel.

Recurso pouco aproveitado

Empresas também informaram pretender investir no desenvolvimento de programas que enriqueçam toda a força de trabalho.

“Diretores entrevistados estiveram de acordo que as mulheres representam um recurso pouco aproveitado“, afirmou o vice-presidente de Recursos Humanos do UPS Américas, Terry Champion.