Pesquisa

Busca por profissionais de nível técnico aumenta no interior de SP

Segundo a consultoria, a busca por trabalhadores com esse tipo de perfil aumentou 31% nos seis primeiros meses do ano

arrow_forwardMais sobre
Aprenda a investir na bolsa

SÃO PAULO – Um levantamento realizado pela Page Personnel, empresa especializada em recrutamento, revelou que aumentou a procura por profissionais com experiência técnica e de suporte à gestão em cidades do interior de São Paulo e no Sul de Minas Gerais.

Segundo a consultoria, a busca por trabalhadores com esse tipo de perfil aumentou 31% nos seis primeiros meses do ano, em comparação com o mesmo período do ano passado.

“As empresas têm nos procurado para selecionar candidatos com perfis mais técnicos. É aquele profissional especialista em uma determinada área, que conhece as peculiaridades do setor e consegue mostrar bom desempenho rapidamente, seja pelo seu perfil técnico ou comportamental. A maioria das empresas tem expectativa de receber o profissional pronto”, explica o Gerente Executivo da Page Personnel para o interior de São Paulo, Mauricio Nagy.

Aprenda a investir na bolsa

Do total de contratações realizadas no período, os pólos que mais recrutaram candidatos foram: Campinas e RMC (40%), Sorocaba (35%), Jundiaí (10%), Piracicaba, Sul de Minas e Vale do Paraíba (5%).

Cargos e setores
Entre os cargos mais procurados pelas empresas foram Financeiros (Custos, Contabilidade e Fiscal), Engenheiros (Processos, Qualidade, P&D, Projetos, Manutenção e Produção), Vendedores (Serviços, Telecom e Varejo), Profissionais de Marketing / trade Marketing (Varejo e B2C) e Compradores.

Entre os setores que mais impulsionaram a contratação desses profissionais estão Infraestrutura, Energia, Químico, Varejo, Serviços e Bens de Consumo. “São empresas que apostam na retomada da economia, que possuem volume de contratações por projetos e que precisam de profissionais mais preparados. Foi esse cenário que predominou nesses meses”, revela o especialista.

Próximo semestre
Em relação ao próximo semestre, o executivo acredita que o segundo semestre deve mostrar ritmo um pouco mais acelerado.

“Esperamos encerrar o ano com crescimento de 30% no volume de contratações, pela demanda das indústrias por mão de obra técnica, além da movimentação de empresas de Telecom, Varejo, Infraestrutura e start-ups de multinacionais na região”, prevê.