Nada profissional

Britânica deixa de trabalhar por ser muito bonita

Laura Fernee, 33 anos, disse que sofria assédios e que não era vista como profissional por colegas do sexo masculino

Aprenda a investir na bolsa

SÃO PAULO – Beleza é geralmente vista como uma qualidade. Mas para alguns, ao que parece, é vista mais como uma maldição. A britânica Laura Fernee, 33 anos, compartilha da segunda opinião, já que ela alega que sua beleza lhe custou o emprego.

De acordo com o site Daily Mail, a doutora em pesquisas médicas teve de deixar seu emprego porque sua beleza atraia a atenção indesejada de seus colegas do sexo masculino e a inveja de outras mulheres que trabalhavam com ela. Fernee afirmou que era constantemente assediada e intimidada até decidir parar de trabalhar.

“Eu não sou preguiçosa e nem burra. A verdade é que minha beleza tem causado grandes problemas para mim quando se trata de emprego, então decidi parar de trabalhar no momento. Não é minha culpa, eu não posso mudar minha aparência”, disse ao Daily Mail.

Aprenda a investir na bolsa

Após deixar seu emprego em um laboratório, onde trabalhou entre 2008 e 2011, Fernee recebe uma mesada de seus pais no valor de £ 2.000 (ou R$ 6.174 de acordo com a cotação do Banco Central de 17 de maio) para pagar suas contas e o aluguel de seu apartamento em Notting Hill, Londres.

“Meus colegas só estavam interessados na minha aparência. Eu queria que eles reconhecessem minhas conquistas profissionais, mas tudo o que viam era um rosto e um corpo”, declarou a profissional atualmente desempregada.