Pesquisa

Brasileiros têm medo de pedir aumento

Levantamento da Robert Half revela que profissionais têm receio que o pedido prejudique a própria imagem na organização

SÃO PAULO – O tema negociação salarial ainda é um tabu para muitos brasileiros. Segundo uma recente pesquisa da Robert Half, que consultou 764 profissionais, 45,6% deles nunca pediram um aumento salarial. Ao que parece, a parcela têm receio que o pedido prejudique sua imagem na organização.

“Ainda existe o tabu que a negociação passa uma imagem negativa”, aponta o gerente de recrutamento da Robert Half, Mário Custódio, que afirma que o pedido não deve ser considerado um problema, especialmente se o profissional tiver argumentos e resultados que comprovem sua eficiência na empresa.

Mais aumentos em 2012
Os dados revelam ainda que 38,6% dos profissionais consultados têm a intenção de pedir aumento salarial ainda neste ano e que na metade dos casos, o aumento salarial é concedido espontaneamente por mérito e resultados alcançados.

PUBLICIDADE

“Apenas 10,2% dos aumentos é fruto de um pedido direto dos profissionais aos chefes. Outros 30% dos reajustes na remuneração são resultados de promoções e 6,2% acontecem via contraproposta”, informa o levantamento.

Sucesso
Entre analistas, especialistas, gerentes, diretores e presidentes consultados, a pesquisa revelou ainda que aproximadamente 70% dos profissionais obtiveram êxito em um pedido de aumento. Segundo o levantamento, 32,2% deles receberam o incremento solicitado; 26,3% receberam menos do que foi pedido e 10,2% mais do que almejavam.

Já entre as melhores estratégias de negociação, o papo direto com o chefe após um projeto bem executado aparece em primeiro lugar, com 47,1% das respostas.