Brasileiros se destacam em ranking de CEOs e CFOs de empresas da América Latina

Maioria dos nomes é de executivos brasileiros; no setor de petróleo, Almir Barbassa, da Petrobras, é destaque

SÃO PAULO – Na lista dos melhores CEOs (Chief Executive Officer) e CFOs (chief financial officer) da América Latina, as empresas brasileiras foram as que colocaram o maior número de executivos. O ranking do Institucional Investor foi divulgado nesta quinta-feira (10).

Falando dos melhores CFOs da região, os Buy Sides, ou seja, gestores de fundos, selecionaram Guilherme Cavalcante, da Vale, como o principal executivo do setor de mineração. No setor de petróleo, foi selecionado Almir Barbassa, da Petrobras.

No setor de construção, os Buy Sides escolheram Michel Wurman, da PDG Realty, e no de transporte, ganhou Roberto Mendes, da Localiza. Outras empresas brasileiras que tiveram seus CFOs entre os melhores da América Latina, foram: a Suzano, Cosan, Hering, Itaú, Amil, OdontoPrev e Totvs.

PUBLICIDADE

Os Sell Sides, ou seja, analistas de corretoras e bancos, também fizeram suas avaliações, selecionando o maior número de CFOs de empresas brasileiras. No setor de mineração foi escolhido Osvaldo Schirmer, da Gerdau. No de petróleo, novamente o executivo da Petrobras. Esses analistas ainda selecionaram o executivo do Banco Bradesco como melhor CFO do setor financeiro.

CEOs
Avaliando os CEOs de empresas de 13 setores diferentes, houve poucas diferenças entre a lista elaborada pelos Buy Sides e pelos Sell Sides. No primeiro caso, no setor de agronegócio, ganhou o CEO da SLC Agrícola, e, no segundo, ganhou o da Cosan.

Os Buy Sides também selecionaram o CEO da Hering como o melhor do setor varejista, enquanto os Sell Sides selecionaram o da Lojas Renner. No setor de Petróleo, ficou o executivo da Petrobras escolhido entre os gestores de fundos, e o da Braskem, entre os analistas de corretoras e bancos.

No setor de saúde e de tecnologia também houve diferenças entre as escolhas dos Sell Sides e dos Buy Sides. Os primeiros apontaram o CEO da Amil e da TIM, enquanto os segundos, os da OdontoPrev e América Móvil.

Por fim, os CEOs que foram considerados os melhores tanto pelos Sell Sides quanto pelos Buy Sides foram os da Gerdau, Suzano, Iochpe-Maxion, Localiza, PDG Realty, Cia. de Bebidas das Américas, CPFL Energia e Itaú, cada um em seu respectivo setor.