Brasileiros são os profissionais mais otimistas sobre futuro na empresa

Segundo estudo, 63% dos brasileiros acreditam que terão boas oportunidades de progredir dentro de suas companhias

SÃO PAULO – Os brasileiros são os profissionais mais otimistas sobre suas perspectivas na empresa, segundo revela pesquisa realizada pelo Linkedin.

De acordo com o levantamento, que abordou mais de 12 mil profissionais em 16 países – incluindo o Brasil –, 63% dos profissionais brasileiros acreditam que, se trabalharem com dedicação e demonstrarem resultados, terão boas oportunidades de progredir dentro de suas companhias.

O resultado é 11 pontos percentuais maior do que a média global, de 52%, e 19 pontos percentuais superior ao verificado na Espanha, o país menos otimista, dentre os pesquisados, com 44% dos profissionais achando que o bom desempenho resultaria em melhoras no emprego atual, conforme é possível observar na tabela a seguir:

PUBLICIDADE
Otimismo quanto ao futuro na empresa
PaísPercentual
Brasil63%
Japão62%
Índia60%
França54%
Suécia53%
Canadá53%
Estados Unidos52%
Nova Zelândia52%
Alemanha52%
Austrália50%
Singapura50%
Itália48%
Irlanda47%
Holanda46%
Reino Unido45%
Espanha44%

Ainda conforme o estudo, a maior aspiração dos profissionais em todo o mundo é ser promovido, sendo que, no Brasil, além da promoção, começar a própria empresa ou negócio e mudar de setor ou de carreira profissional também aparecem na lista de desejos dos brasileiros.

Satisfação
Apesar de aparecerem no topo da lista de otimismo sobre as perspectivas dentro da empresa, quando o assunto é satisfação com o emprego atual, o Brasil é apenas o 14º colocado entre os países pesquisados, com 54% dos profissionais felizes com seu atual emprego.

Neste sentido, os holandeses são os mais satisfeitos (80%), enquanto que os japoneses são os menos satisfeitos, já que apenas 31% deles estão felizes com o emprego atual. A média global é de 63% de satisfeitos ou muitos satisfeitos, diz o estudo.

“A situação econômica difícil pode fazer com que os profissionais apreciem aspectos de seu trabalho que talvez fossem ignorados em uma situação econômica mais próspera (…) Às vezes, a pessoa pode não ter recebido o aumento que desejava naquele ano, mas pode valorizar muito o apoio de seu supervisor, que está sempre atento a oportunidades que a ajudam a crescer e progredir em sua carreira”, diz a diretora de conexões do Linkedin, Nicole Williams.