Brasil vive déficit de mão de obra qualificada, diz Amcham

Câmara Americana de Comércio propõe medidas para melhorar a educação, principalmente no nível técnico, para sanar problema de qualificação

SÃO PAULO – A escassez de mão de obra técnica qualificada tem sido um dos principais gargalos para inibir o crescimento e, consecutivamente, a competitividade do País. Por essa razão, tanto as empresas quanto as entidades do setor têm tentado se mobilizar para reverter esse cenário.

Segundo a Amcham, por exemplo, o Brasil vive um deficit de mão de obra qualificada, especialmente no nível técnico e, por isso, a formação profissional precisa ser adequada à demanda da economia.

“Há a necessidade de esforços conjuntos entre as empresas, governos e as diversas instituições de ensino”, informou o CEO da Câmara Americana de Comércio, Gabriel Rico, no seminário “Competitividade Brasil – Custos de Transação: Mão de Obra”, realizado no início desta semana (18) em São Paulo.

PUBLICIDADE

Medidas
Em 2010, uma pesquisa realizada pela Amcham com seus associados, com o apoio do Ibope, mostrou que os principais desafios para enfrentar o déficit de mão de obra capacitada no País estão relacionados à expansão dos centros de formação acompanhando o nível de crescimento econômico, à ampliação dos investimentos públicos em capacitação, à dificuldade de encontrar profissionais especializados em locais distantes dos centros urbanos e à viabilização de modelos de parceria público-privada.

Desta forma, as medidas sugeridas pela entidade para minimizar o problema se mantêm na área de educação.

De acordo com a entidade, o ideal seria que o País apostasse na criação de incentivos fiscais às companhias que investem em capacitação, que promovesse um Ensino Médio mais direcionado à profissionalização e que também desenvolvesse programas de melhorias dos cursos de ciências exatas nas escolas públicas.

Outras iniciativas, como o estímulo à inovação, com melhor articulação das instituições de Pesquisa & Desenvolvimento, também seriam adequadas, segundo a Amcham.

Treinamento
Outro dado apontado pela pesquisa da Amcham diz respeito ao treinamento dos colaboradores. De acordo com o levantamento, 76% das companhias conduzem atualmente programas de treinamento interno, 60% subsidiam cursos externos para seus funcionários e 40% desenvolvem parcerias com instituições acadêmicas.